Descaso

Bueiro construído em Wanderlândia dura só 5 dias e moradores ficam ilhados na zona rural

Antes existia uma ponte de madeira sobre o córrego, mas a estrutura quebrou.

Por Márcia Costa 1.688
Comentários (0)

09/05/2020 18h45 - Atualizado há 6 meses
O córrego também ficou assoreado

Apenas cinco dias. Esse foi o prazo de duração de um bueiro construído pela prefeitura de Wanderlândia (TO) sobre o córrego Dois Buritis, na zona rural do município. Com o rompimento, várias famílias estão ilhadas na região. O prefeito do município é Eduardo Madruga, que está no fim do segundo mandato.

Segundo moradores, a equipe da prefeitura e vereadores foram advertidos ainda no início da obra que as manilhas não suportariam a força da água.

"A gente sempre falou que não daria certo por causa do volume de água. Aqui sempre foi ponte e eles resolveram fazer um bueiro. Quando disseram que o serviço estava concluído, o córrego foi enchendo até que a água levou todo o aterro", relatou Daniel Guilherme, de 23 anos.

O jovem mora em uma chácara na região com a mãe de 62 anos, irmãos e tios. Sem a ponte, Daniel precisa atravessar o córrego por dentro da água todos os dias para chegar ao trabalho, em um supermercado no Povoado de Araçulândia. Além disso, o serviço realizado pela prefeitura ainda provocou o assoreamento do córrego.

"O córrego ficou aterrado. Há muitas chácaras por aqui e principalmente pessoas idosas que não conseguem passar pela água. Eu vou porque preciso trabalhar. Atravesso a pé e um amigo vem me buscar de moto. Mas se precisarmos de algo com urgência, teremos que atravessar o córrego a pé", relatou Guilherme.

Antes existia uma ponte de madeira sobre o córrego, mas a estrutura quebrou durante a travessia de um caminhão.

A reportagem solicitou um posicionamento da prefeitura de Wanderlândia, mas não obteve resposta. 

A ponte foi carregada
Antes existia uma ponte de madeira sobre o córrego

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.