Norte do Estado

Câmara de Colinas aprova empréstimo de R$ 26 milhões a pedido do prefeito; oposição questiona

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

23/02/2018 15h39 - Atualizado há 1 semana
Márcia Costa//AF Notícias  Os vereadores de Colinas do Tocantins aprovaram um Projeto de Lei de autoria do Chefe do Executivo autorizando o Município a contratar empréstimo milionário. Contudo, o mais curioso é que o projeto não passou pelo crivo das Comissões de Constituição e Justiça, e nem de Finanças e Orçamento. O Projeto de Lei nº 02/2018 autoriza o Executivo a fazer empréstimo no valor de mais de R$ 26 milhões junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) ou Caixa Econômica Federal. A prefeitura diz que a verba será investida em serviços de infraestrutura, porém, não especifica detalhadamente obras que serão beneficiadas. O prefeito de Colinas é Adriano Rabelo (PRB). Segundo a bancada de oposição, o PL foi protocolado na Câmara no dia 16 de fevereiro e já foi votado e aprovado em sessões extraordinárias nos dias 19 e 20. Oito vereadores aliados à gestão votaram favorável ao empréstimo. Os outros cinco parlamentares deixaram o plenário alegando falta de respeito ao Poder Legislativo: Marceli Rodrigues (PT), Raimundinha (PSD), Ivanilson Maranhão (PT), Leandro Coutinho (PT) e Romerito (PT). "O projeto entrou em pauta sem análise e sem tempo hábil para estudo dos parlamentares. O projeto não seguiu os trâmites regimentais da Câmara e, por isso, não podemos votar algo sem sabermos o destino desses milhões e o valor financiado corretamente",  justificou o vereador Romerito Guimarães (PT). Votaram favoráveis ao empréstimo os vereadores Augusto Agra (PRB), Marcão (PRB), Azia (PSC), Esdras Ramos (PSDB), Washington Ayres (PR), Canhoto da Patrol (PV), Roni Farias (PSL) e Junior Pacheco (PPS). O OUTRO LADO

A prefeitura disse que a verba será investida em  pavimentação asfáltica, operação tapa buracos, construção de calçadas, drenagem e recuperação de estradas na zona rural, além de  reforma e ampliação do terminal rodoviário e a construção de portais de identificação nas entradas e saídas de Colinas.

Segundo a Prefeitura, estão previstos 27 km de asfalto que deverão beneficiar os setores São João, Santa Rosa, Araguaia I e II, Novo Horizonte, Sol Nascente, Campinas, Doirado, Santa Maria, Alvorada, Novo Planalto, Norte, Rodoviário, Sul e Oeste.

O presidente da Câmara Municipal de Colinas do Tocantins, Washinton Aires (PR) disse que a aprovação do projeto obedeceu todos os trâmites, documentos e protocolos necessários e que a votação ocorreu na forma da lei e em total legalidade.

"A oposição faz a política do quanto pior melhor, e isso não é pensar no povo. Não discutir, não votar e virar as costas para um projeto que beneficia a nossa cidade mostra o descaso e despreocupação que alguns vereadores dessa casa têm para com o povo de Colinas", disse na tribuna  o vereador Augusto Agra (PRB).

 O vereador Júnior Pacheco (PPS) criticou a postura dos colegas. "É lamentável mais uma vez contar com a ausência dos vereadores da oposição na casa. Vereadores que tanto clamam por melhorias nas redes sociais, postam fotos, fazem barulho e que não estão aqui hoje presentes porque são contra a cidade. Somos 13 vereadores eleitos, porque só oito compareceram?", questionou Pacheco.

"Lembro aos colegas reeleitos que na gestão passada, eu e os vereadores Júnior Pacheco e Roni Farias, votamos a favor de projeto idêntico mesmo sendo oposição na época. Não somos obrigados a votar a favor ou contra, mas somos obrigados a comparecer e a discutir sobre cada projeto apresentado nesta casa, porque foi para isso que o povo nos elegeu", completou o vereador Canhoto da Patrol (PV) em tribuna.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.