Junina

Campeã no Pará, Encanto do Luar tenta vencer festival junino de Araguaína pela 1ª vez

Junina tem mais de 40 pessoas envolvidas, sendo 14 casais.

Por Redação 628
Comentários (0)

20/06/2022 14h58 - Atualizado há 1 semana
Ensaios de preparação para a competição em Araguaína começaram em abril

Na expectativa para o início do Festival São João do Cerrado em Araguaína, que retorna de forma presencial este ano no Parque Cimba, uma série de reportagens vai apresentar as quadrilhas que irão competir no próximo sábado (25) e domingo (26).  

O objetivo das entrevistas é mostrar a história dos grupos e a expectativa para o festival.

A Encanto do Luar é a primeira entrevistada da série. Fundada em 2015, a junina surgiu de uma turma de amigos admiradores das festas juninas que decidiram se reunir para se divertir dançando no ritmo de São João. No mesmo ano, inscreveram o grupo no festival de quadrilhas de Araguaína.

“Dançar quadrilha sempre foi a nossa forma de diversão e tornar isso profissional foi natural porque, quando estamos reunidos, é sempre uma mistura de bons sentimentos, amizade, alegria e com a chegada dos campeonatos, o profissionalismo”, disse o presidente da Encanto do Luar, Heden Sobrinho.

Atualmente, a junina tem mais de 40 pessoas envolvidas, sendo 14 casais de dançarinos, produtores, coreógrafos, estilistas, maquiadores e outros. Os ensaios de preparação para a competição em Araguaína começaram em abril e são realizados quatro dias na semana.

Trajetória em festivais

Em sete anos de formação, a Encanto do Luar já participou de festivais dentro e fora do estado, sendo primeira colocada nas cidades de Redenção e em Conceição do Araguaia, ambas no Pará. No São João do Cerrado, o grupo foi vice-campeão nos anos de 2017 a 2019, tendo outros títulos como Melhor Rainha, Casal de Noivos e Rainha Mirim.

“Tivemos momentos marcantes em vários locais por onde passamos, mas nos apresentarmos em nossa cidade é uma emoção enorme, afinal, nos preparamos o ano inteiro para o São João do Cerrado. Subir no tablado diante de nossos familiares, amigos e de toda cidade é uma sensação indescritível”, descreveu Heden.

Retorno ao São João do Cerrado

Depois de dois anos sem evento presencial por causa da pandemia do coronavírus, o grupo preparou uma apresentação especial para a edição deste ano. Com o tema: “Para todo fim, um recomeço”, a quadrilha pretende levar uma mistura de saudade e esperança.

“Para essa edição não se trata nem de ganhar ou perder, é uma questão de não deixarmos perder a tradição, a magia da nossa festa junina. Tivemos muitos colegas que desistiram de seus grupos por causa da realidade pandêmica, mas o São João não morreu, ao contrário, começaremos uma nova fase, um recomeço”, contou o presidente.

Expectativa enorme também para o casal Ricardo Santana e Marah Araújo, que esse ano farão a estreia juntos como dançarinos na mesma junina. “A quadrilha em que eu participava não vai competir esse ano. Paralelo a isso, me casei com o Ricardo, que já era da quadrilha Encanto do Luar, então decidimos celebrar nosso amor pelo São João juntos como um casal aqui também”, contou Marah.

“Esse ano, o festival tem um gosto ainda mais especial para mim, afinal, estarei vivendo a minha paixão pela festa junina ao lado da minha companheira e paixão de vida”, enfatizou Ricardo.

Casal Ricardo Santana e Marah Araújo

Programação

A estimativa da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer da cidade é receber um público de mais de 30 mil pessoas nos dois dias de evento. A programação do Festival São João do Cerrado terá apresentação de artistas de Araguaína, entre eles Carlone Alves, Embalo do Forró e Forró Pegada e Bola da Guitarra, com destaque para o show da banda nacional Forrozão Tropykália.

Premiação

Nesta edição, as quadrilhas juninas Encanto do Luar, Os Fei de Cum Força e Os Malacabados estão inscritas e concorrerão ao título de campeã do festival, além de disputarem as premiações nos concursos temáticos como: Melhor Casal Cangaço, Melhor Casal de Noivos, Melhor Casal de Rei e Rainha, Rainha do São João do Cerrado, Rainha Mirim e Rainha da Diversidade.

A premiação total do festival será de R$ 27.300.

Programação

Dia 25 (sábado)
20h – Apresentação das quadrilhas juninas;
23h - Show Cantor Carlone Alves; 
01h – Show Forrozão Tropykália.

Dia 26 (domingo)
20h - Apresentação das quadrilhas juninas;
22h – Show Embalo do Forró;
00h – Show Forró Pegado e Bola da Guitarra.

A junina foi fundada em 2015

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.