Milagre!

Casal de Araguaína que sobreviveu à queda de avião passará por cirurgia: 'uma nova chance de viver'

Família estava voltando de Fortaleza e pousou em Teresina para reabastecer o avião.

Por Redação 2.615
Comentários (0)

13/06/2023 10h33 - Atualizado há 10 meses
Advogado Arcedino Concesso e a esposa, Juliana Plácido

O advogado e piloto Arcedino Concesso Filho, a esposa, Juliana Plácido, e a mãe dela, Maria Graci da Silva, passarão por cirurgias de urgência nesta terça-feira (13/6), após sobreviverem a um acidente aéreo em Teresina (PI). A família estava dentro de um avião que caiu em um campo de futebol, nas proximidades do aeroporto da capital piauiense nesta segunda (12).

Juliana usou as redes sociais para atualizar amigos e familiares sobre o estado de saúde da família. Ela, o marido e a mãe tiveram fraturas na coluna e precisarão passar por procedimentos cirúrgicos. As duas filhas do casal, Giovana, de 16 anos, e Nicole, 5, não tiveram ferimentos graves e receberam alta.

“12.06.23 sempre será marcado na nossa vida e de nossas famílias pelo milagre que Deus operou em nossas vidas. Gratidão a Deus pelo livramento e por nos dar uma nova chance de viver!”, escreveu a médica radiologista de Araguaína (TO).

Ela também pediu doações de sangue em Teresina, local onde estão recebendo atendimento médico, e afirmou que eles têm familiares na cidade e estão sendo bem assistidos. “Pedimos também orações para que fique tudo bem logo e que nossa cirurgia e recuperação sejam breves!”.

Por fim, agradeceu as mensagens de carinho que tem recebido e deixou uma mensagem.

“Deixo um recado final: aproveite a vida com sabedoria, curta sua família com amor e respeito, a qualquer momento tudo pode mudar, faça de tudo para ser uma pessoa melhor a cada dia, só temos o momento presente e o futuro só a Deus pertence”.

Veja o post:

A queda do avião

O avião de pequeno porte que transportava a família caiu num campo de futebol na Vila Operária, em Teresina, capital do Piauí, na segunda-feira (12/6). Em troca de informações com a torre de controle do Aeroporto Petrônio Portela, o piloto Arcedino Concesso informou que a porta da aeronave estava aberta.

No áudio, o controlador de voo autoriza o retorno da aeronave e diz, pelo rádio, que a “pista dois” estava livre para pouso, caso fosse necessário. Então, o piloto afirmou que retornaria porque a porta do avião ficou aberta.

Segundo o Corpo de Bombeiros do Piauí, o avião bateu em um fio da rede de energia elétrica em frente à Escola Estadual Premen Norte. A aeronave decolou de Fortaleza, capital do Ceará, e tinha como destino o município de Araguaína, no Tocantins. O avião tinha um pouso programado na capital do Piauí para abastecer e seguir o plano de voo.

(Com informações do site Metrópoles)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.