Farra das diárias

Detran justifica que "diárias são pagas legalmente" e diz que Araguaína possui apenas 3 examinadores

Por Redação AF
Comentários (0)

01/02/2016 20h20 - Atualizado há 8 meses
O Detran Tocantins afirmou que "combate veementemente a prática de custeio de despesas extras". A afirmação foi dada em resposta à denúncia de uma suposta farra no pagamento de diárias com o deslocamento de bancas examinadores de norte a sul do Estado, inclusive para cidades onde já existem profissionais credenciados junto ao órgão, como no caso de Araguaína (TO).  O gasto com diárias em 2015 foi de quase R$ 1 milhão. Conforme o Detran, a segunda maior cidade do Estado possui apenas 3 examinadores e a Circunscrição Regional ainda não conta com uma Banca Examinadora fixa, por isso, são convocados examinadores lotados em diferentes órgãos públicos estaduais para compor a Comissão. No entanto, segundo informações de representantes das Autos Escolas, Araguaína possui um total de 16 examinadores credenciados. O órgão justificou ainda que “as equipes que saem de Palmas atendem, por necessidade de exames, todas as cidades do Tocantins. Dessa forma, o servidor quando está em Banca, recebe a diária proporcional ao seu cargo, valor este que está disponível no Portal da Transparência, e que é legalmente pago”. O Detran afirmou ainda que “nenhuma Banca Examinadora, nesta gestão, foi custeada com despesas extras pelo órgão o por outras entidades, quer sejam Centros de Formação de Condutores (CFCs), clínicas ou despachantes”, mas devido ao fato de ter um número reduzido de examinadores no Estado, esse profissional poderá viajar diversas vezes, mediante a disponibilidade do seu serviço. Araguaína Em relação ao fato de o órgão enviar uma equipe de Palmas para Araguaína, distante cerca de 400 km, e não usar os examinadores credenciados na cidade, o Detran informou que a Circunscrição Regional de Trânsito de Araguaína (Ciretran) ainda não conta com uma Banca Examinadora fixa, no município. “Dessa forma, com uma alta demanda de candidatos em busca da 1ª Carteira Nacional de Habilitação (CNH), e com o objetivo de prestar um atendimento de qualidade, o Detran convoca examinadores lotados em diferentes órgãos públicos estaduais, para compor a Comissão”, afirmou, acrescentando que atualmente, a Ciretran de Araguaína conta com apenas três examinadores. Números Segundo o órgão, em 2015, a Banca Examinadora do Detran realizou cerca de 50 mil provas práticas de direção veicular em todo o Tocantins. Somente em Araguaína, no mesmo ano, mais de 14 mil provas foram aplicadas. Em janeiro de 2016, também em Araguaína, a Banca já aplicou 700 provas práticas. Poucos profissionais Conforme o Detran, o Estado possui um número reduzido de examinadores e devido a esse fato o profissional poderá viajar diversas vezes, mediante a disponibilidade do seu serviço. Disse também que hoje, o órgão conta com quatro Bancas Examinadoras Volantes, garantindo assim a CNH para todos os candidatos tocantinenses. Entenda Com o deslocamento das Bancas Examinadoras da Capital para outras cidades do Estado, o Detran-TO gastou o total de R$ 950.910,94 só com diárias em 2015. Um único servidor chegou a receber 40 diárias no ano e cerca R$ 15.000,00 extra no salário durante o ano passado, de acordo com o Portal da Transparência. Os valores das diárias são variados. Constam diárias de R$ 1.080,00 chegando, em alguns casos, a R$ 3.072,00 para apenas um profissional.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.