Inquérito

Em cidade com 5 mil habitantes, prefeitura gasta R$ 2,7 milhões com combustível e MPTO investiga

Segundo o MPTO, as despesas foram feitas durante o primeiro bimestre de 2017 e o quarto bimestre deste ano.

Por Agnaldo Araujo 2.783
Comentários (0)

05/12/2019 11h04 - Atualizado há 1 mês
Silvanópolis

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou um inquérito para apurar eventual gasto excessivo com combustíveis no valor de R$ 2.758.670,01 por parte da Prefeitura de Silvanópolis, na região central do Estado.

Segundo o órgão, as despesas foram apuradas entre o primeiro bimestre de 2017 e o quarto bimestre de 2019, ou seja, em pouco mais de 3 anos e durante a gestão do atual prefeito Gernivon Adão Pereira Rosa.

O MPTO ressaltou no inquérito que a administração pública deve obedecer aos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência. “Uma vez comprovada a realização de gastos desnecessários e excessivos, impõe-se a responsabilização dos envolvidos pela prática de atos antieconômicos e lesivos ao erário”, frisou.

Para aprofundar as investigações, o MPTO solicitou ao Tribunal de Contas do Tocantins informação sobre a existência de procedimento visando a investigação dos fatos na corte, além de detalhes no Sistema Integrado de Auditoria Pública (Sicap) sobre média de gastos com combustíveis pela prefeitura nos bimestres dos últimos 5 anos.

O município tem uma população estimada de 5.403 habitantes.

O AF Notícias entrou em contato com a prefeitura de Silvanópolis, mas não obteve retorno até a publicação da reportagem. O espaço está aberto.

LEIA TAMBÉM

Ex-prefeito é condenado por gastar R$ 886 mil com combustível sem ter nenhum veículo

Prefeitura é suspeita de usar ambulância para transportar gasolina em galões; MPTO abre inquérito

MP é acionado para investigar gastos de R$ 1 milhão com combustíveis na prefeitura do Tocantínia

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.