Gripe

Idosos e professores das redes pública e privada são vacinados contra gripe em Araguaína

Vacina contra gripe é capaz de reduzir os casos graves, as internações e os óbitos.

Por Redação
Comentários (0)

11/05/2021 08h23 - Atualizado há 1 mês
Idosa sendo vacinada

Araguainenses com mais de 60 anos e professores das redes pública e privada receberão a vacina contra influenza a partir desta terça-feira (10). Os grupos dessa nova etapa se unem ao público-alvo da primeira etapa, que é formado por crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Seguindo o calendário nacional, a campanha iniciou em 12 de abril e será finalizada em 9 de julho.
 
A diretora municipal da Imunização, Samilla Braga, alerta que a vacina contra gripe é capaz de reduzir os casos graves, as internações e os óbitos decorrentes da infecção respiratória. “Em tempos de uma crise pandêmica, como ocorre atualmente com a covid-19, uma campanha como a de prevenção contra a gripe não só diminui a incidência de casos de influenza, como também facilita no diagnóstico preciso para o coronavírus”.
 
Quem pode tomar?

As únicas contraindicações são os casos de anafilaxia anterior a vacinação, alergia a componentes da vacina e quem recebeu a vacina contra covid-19 deve respeitar um intervalo de 14 dias.
 
“Muitos profissionais da saúde estão aguardando tomar a 2ª dose contra covid-19 em maio para depois tomar contra a influenza. Já o restante do grupo deve comparecer o mais rápido possível nas unidades básicas para serem imunizadas”, afirmou Samilla.
 
O que levar?

Além do cartão de vacinação, para receber o imunizante é necessário apresentar documentos com foto que comprove a faixa-etária, documentos para comprovar estado gestacional ou fase de puerpério, e no caso dos trabalhadores a comprovação de vínculo de emprego com uma instituição de ensino ou de saúde.
 
Onde receber?

A vacina está disponível nas UBS (unidades básicas de saúde) das 7h30 às 11h13 e das 13h30 às 17h30, com exceção das três que são referência contra covid-19: Dr. Raimundo Gomes Marinho (Setor Maracanã), Albeny Soares (Setor Couto) e José de Sousa Rezende (Setor Alto Bonito).
 
Dados

5.102 das quase 30 mil doses recebidas para imunização contra a influenza foram aplicadas até o momento, em Araguaína. Dessas, 1.249 são trabalhadores da saúde, 885 são gestantes, 2.884 são crianças, 83 são puérperas e um indígena.

Esse primeiro grupo é formado por quase 25 mil pessoas e novo está composto por mais de 19 mil pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários, que somam ao todo mais de 58 mil pessoas.
 
Próximas etapas

A vacinação será realizada em três etapas para evitar aglomerações nas UBS (unidades básicas de saúde). A terceira etapa irá vacinar portadores de comorbidades, população privada de liberdades em medidas socioeducativas, funcionários do sistema de privação de liberdade, pessoas com deficiência, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento e forças armadas.

As informações são da assessoria da Prefeitura de Araguaína.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.