Prevenção e cuidado!

Janeiro Branco: Araguaína terá café com empresários e seminário de saúde mental do trabalhador

Em 2023, foram feitas 19 notificações de Transtorno Mental Relacionado ao Trabalho.

Por Redação
Comentários (0)

18/01/2024 11h25 - Atualizado há 6 meses
Seminário sobre saúde mental será realizado em Araguaína.

De acordo com dados Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) de Araguaína, em 2023, foram feitas 19 notificações de Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho, número que pode ser bem maior devido à subnotificação.

A enfermeira técnica do órgão, Priscilla Braz Paranaguá, explica que, se o ambiente de trabalho não for saudável, os colaboradores podem apresentar algum tipo de transtorno, como ansiedade, depressão, síndrome de Burnout, entre outras condições.

Alta demanda, carga horária acima do normal, liderança repressiva e desentendimentos internos, estão entre as causas que podem levar o trabalhador ao adoecimento emocional. Por isso, empregadores e trabalhadores devem prestar atenção aos sinais de que algo não vai bem”, explica.

Café com empresários

Dentro da programação do Janeiro Branco da Secretaria da Saúde de Araguaína, no próximo dia 29 será realizado o Café com Empresários. O evento começa às 8 horas no auditório da Escola de Tempo Integral Domingos da Cruz Machado, no Setor Nova Araguaína, e propõe discussões sobre a saúde do trabalhador e os transtornos mentais que podem estar relacionados ao trabalho.

A palestra será ministrada pelo psiquiatra convidado, Marcos de Noronha, autor do livro “O cérebro e as emoções”.

O trabalhador precisa estar bem emocionalmente para saber lidar com todas as transformações da atualidade e estar preparado para enfrentar as adversidades da vida. Também é preciso compreender quem pensa diferente de nós e quem nem tudo está sob nosso controle. Então, durante a palestra, vamos trabalhar essas questões de entender o lado do outro, de se colocar mais no lugar do outro e saber lidar com ações e emoções”, disse o psiquiatra.

I Seminário de Saúde Mental de Araguaína

Com o intuito de proporcionar um espaço de diálogo, informações e reflexão sobre transtornos mentais relacionados ao trabalho, nos dias 30 e 31 será promovido o I Seminário de Saúde Mental de Araguaína, na Escola de Tempo Integral Domingos da Cruz Machado, no Setor Nova Araguaína.

O público-alvo serão profissionais que atuam em unidades notificadoras, como hospitais, serviços de urgência e emergência, ambulatórios, unidades básicas de saúde, trabalhadores em geral, gerentes, encarregados, empresários, serviços de segurança pública, serviços de ensino e demais interessados com a temática.
 
O evento começa a partir das 14h e contará com a presença de palestrantes, profissionais da saúde, convidados, mesa redonda e apresentações.
 
Oficina
 
Também haverá uma oficina sobre "Protocolo de Transtorno Mental Relacionado ao Trabalho às Referências Técnicas" que será ministrado pela equipe do Cerest da Bahia, que é responsável pela elaboração do protocolo.
 
A oficina será por meio de videoweb e será conduzida a partir de estudos de casos trazendo a participação dos convidados e discussão para melhorar o fluxo de atendimento e direcionamento do paciente trabalhador.
 
Campanha Janeiro Branco
 
Para chamar a atenção da sociedade, o Cerest, com apoio da Escola Pública de Saúde de Araguaína, dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), da equipe multidisciplinar da Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica e Hospital de Doenças Tropicais (HDT-UFT/UFNT), promove, durante todo o mês de janeiro, ações para destacar a conscientização sobre a saúde mental e emocional.
 
As ações visam construir, fortalecer e disseminar a cultura do cuidado com a saúde mental, estimulando as pessoas a refletirem sobre suas emoções, sentimentos e relacionamentos. Por isso, queremos chamar a atenção da sociedade para as questões relacionadas à saúde mental e emocional, que muitas vezes são negligenciadas”, ressalta a superintendente da ESPA de Araguaína, Denia Rodrigues.
 
Pit Stops de Saúde Mental
 
Ainda dentro da programação do Janeiro Branco, profissionais da saúde também estão realizando, desde o início do mês, “Pit Stops de Saúde Mental” em secretarias, instituições públicas e empresas de Araguaína. O objetivo é que as pessoas se sintam encorajadas a buscar ajuda, dialogar sobre suas emoções e cuidar da sua saúde mental.

Na quarta-feira (16), a equipe visitou o Complexo de Delegacias de Araguaína. Emocionada, a delegada Sara Lilian de Sousa relembrou casos de adoecimento mental de servidores e destacou a importância do encontro.

"Essa foi a primeira vez que recebemos uma mobilização tão importante relacionada à saúde mental. Digo importante porque, aqui na delegacia, temos contato com pessoas em sofrimento de forma constante e isso também afeta o emocional de quem  está do outro lado da mesa. Essa ação vem para reforçar que, para cuidarmos das pessoas, precisamos estar bem emocionalmente, precisamos buscar ajuda quando algo não está confortável e principalmente, precisamos olhar para o colega que está ao lado com mais empatia. Esse olhar pode salvar uma vida", disse.

Alerta aos sinais

Priscilla destaca outros comportamentos que indicam problemas na saúde mental, como desmotivação, ansiedade, irritabilidade, distúrbios de concentração, exaustão e distanciamento social.

Nosso maior desafio é fazer com que esses sintomas sejam de fato levados em consideração e estimular o entendimento sobre os problemas emocionais. Esse entendimento também deve ser reforçado nas unidades de saúde para que esse indivíduo possa se sentir amparado para o tratamento”, finalizou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.