Em Araguaína

Médicos e enfermeiros do Hospital Dom Orione fazem curso com certificação internacional

A preparação foi realizada entre os dias 06 e 10 de janeiro.

Por Redação
Comentários (0)

12/01/2021 10h49 - Atualizado há 6 dias
Treinamento no Hospital Dom Orione

Com o objetivo de promover a atualização profissional de médicos e enfermeiros, o Hospital Dom Orione de Araguaína sediou o Curso de Suporte Avançado de Vida Cardiovascular.

Realizado entre os dias 06 e 10 de janeiro, o treinamento trabalhou a nova ciência presente na Atualização das Diretrizes da American Heart Association para ressuscitação cardiopulmonar e atendimento cardiovascular de emergência.

O curso, com duração de 16 horas, foi promovido pelo CUREM – Centro de Treinamento em Urgência e Emergência. A instituição é reconhecida como o maior centro de treinamento de urgência e emergência do Brasil e entre os cinco maiores no mundo, com a certificação GOLD da American Heart Association.

Do Hospital Dom Orione participaram médicos e enfermeiros plantonistas da Unidade de Terapia Intensiva e do Pronto Atendimento. Dr. Jorge Patrick Oliveira Feliciano, médico coordenador da UTI-Covid foi um dos participantes do treinamento. Ele conta que essa capacitação é de suma importância para a qualidade assistencial da instituição.

“Esse curso visa aprimorar e capacitar para atender as principais emergências cardiológicas, assim como uma parada cardiorrespiratória e o diagnóstico precoce do infarto, do AVC e dos pacientes que tenham um potencial risco de evoluir para parada cardiorrespiratória”, destacou.

Temas abordados

- Reconhecimento e tratamento precoce de parada cardiorrespiratória;

- Reconhecimento e tratamento precoce de condições de iminência de parada cardíaca, como bradicardia sintomática e taquicardias;

- Manuseio de via aérea no contexto da PCR;

- Farmacologia relacionada;

- Manejo de Síndrome Coronariana Aguda e AVC;

- Comunicação eficiente no papel de membro e líder de um time de ressuscitação;

- Discussão sobre como o uso de um time de resposta rápida ou equipe de emergência médica pode melhorar a evolução dos pacientes.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.