Cardápio

Mini Chef estimula alimentação saudável de crianças no Hospital Municipal de Araguaína

Os pequenos pacientes aprendem cardápios saborosos e nutritivos.

Por Redação
Comentários (0)

03/12/2021 09h26 - Atualizado há 1 mês
Crianças internadas no HMA aprendem a fazer pratos nutritivos e deliciosos.

Aprender a comer corretamente é uma lição essencial para viver bem. E quando se é criança, mais ainda, afinal, são muitas guloseimas concorrendo diretamente com verduras e legumes. Para engajar a criançada em uma jornada de alimentação saudável, o HMA - Hospital Municipal de Araguaína implantou o programa Mini Chef.

Com a iniciativa, os pequenos assumem o controle de como transformar cada alimento em um item saboroso do cardápio. Mas antes, aprendem sobre o que é cada item e a importância dele para a saúde.

Voltado para usuários do SUS - Sistema Único de Saúde que estão internados na unidade, o programa Mini Chef acontece a cada três meses. E contribui para que os pequenos usuários incluam na sua alimentação frutas, legumes e verduras. Eles aprendem isso montando seus pratos. A ideia é que, brincando com as cores e formas dos alimentos, as crianças descubram um novo jeito de se alimentar.

Eduardo Campos, coordenador do SND - Serviço de Nutrição e Dietética do Hospital, conta que o programa foi implantado para auxiliar os pequenos a definirem quais alimentos mais gostam. E ainda, reforçar para pais, mães e responsáveis que a alimentação saudável precisa fazer parte da vida dos filhos. “Normalmente a seletividade alimentar aflora na fase pré-escolar, caracterizada pela recusa alimentar, pouco apetite ou desinteresse pelo alimento. Em ambientes desfavoráveis pode acentuar e permanecer até a adolescência”, explicou Eduardo.

Segundo ele, tornar o momento divertido facilita a aceitação por parte das crianças. “Como uma forma de prevenção desse tipo de comportamento, construir um meio agradável e descontraído é uma alternativa para brincar com a criança no momento do preparo da própria comida, ressaltando a importância do arroz, feijão, carnes, saladas e frutas determinantes para o desenvolvimento saudável”, disse Eduardo.

LAÇOS COM A COMIDA

O programa Mini Chef também envolve várias áreas do Hospital, a exemplo do Serviço de Terapia Ocupacional. A terapeuta Jéssica Monique Furtado Lima ressalta que a relação da criança com os alimentos precisa ser diferenciada.

Permitir que a criança auxilie durante a preparação de uma receita ajuda muito na aceitação, pois ela vai tocar, sentir os diferentes cheiros dos alimentos e aprender. Quando a criança se diverte com uma atividade, ela fica muito mais aberta a aprender”, comentou.

Cleudiane Silva dos Santos reconhece que o filho Enzo Gabriel Oliveira Santos, de quatro anos, evita comer alguns tipos de frutas e legumes. Por isso ela aprovou bastante o projeto. “Gostei bastante do que o pessoal do Hospital fez. É muito importante estimular as crianças a comerem frutas e legumes. O Enzo se divertiu bastante e espero que ele tome gosto pela alimentação saudável”, disse Cleudiane.

O Hospital Municipal de Araguaína é custeado pela Prefeitura Municipal e gerenciado pelo ISAC - Instituto Saúde e Cidadania.

Estímulo a terem uma alimentação saudável desde pequenos.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.