De Araguaína

Mulher que começou a pedalar para emagrecer vence Campeonato Tocantinense de Ciclismo

Aos 37 anos, ela é a primeira moradora de Araguaína a conquistar o título.

Por Redação 2.446
Comentários (0)

17/10/2022 17h29 - Atualizado há 1 ano
Jorleane Cunha

A funcionária pública municipal Jorleane Cunha, 37 anos, conquistou o Campeonato Tocantinense de Ciclismo Cross Country, na modalidade XCM, neste domingo (16). Ela é a primeira araguainense a vencer o título na categoria elite do mountain bike estadual. A cerimônia de premiação do campeonato será em novembro.

Jorleane conquistou o título após a somatória de pontos nas quatro etapas. Ficou com o terceiro lugar em Porto Nacional, foi a segunda colocada em Miracema, depois obteve o terceiro lugar novamente em Araguaína e, por fim, concluiu o campeonato com mais uma segunda posição em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. 

“Toda conquista começa com a decisão de tentar. Qualquer interesse e objetivo, tem que tentar. Essa última etapa foi difícil. Uma viagem longa e cansativa, foram 7 horas e fui sozinha. Sempre vamos encontrar dificuldades, mas se quiser mesmo, você consegue”, afirmou a campeã.

Prova em casa

Em 2022, também foi a primeira vez que o Desafio Carvalho de Ciclismo de Mountain Bike, em Araguaína, valeu como uma etapa do Campeonato Tocantinense de Ciclismo Cross Country. A prova é organizada pela União Ciclística Amigos de Araguaína (UCAA) e tem parceria da prefeitura para premiação de mais de R$ 18 mil.

Ninguém vence sozinho

Joleane destacou que “é um título da cidade, dos amigos e da família, que incentivam. Isso é importante, porque não há sucesso sem ajuda”.

Mãe do Davi e Alice, de 4 e 7 anos, respectivamente, ela ainda relatou que leva a vida de atleta de forma sustentável, aliada aos cuidados com a família e o trabalho como fiscal no Departamento de Posturas e Edificações (Demupe).

“Eu tenho ajuda do marido e irmã para cuidar das crianças e, assim, consigo treinar seis vezes por semana, sem falhar. Às 5h30, eu já estou pedalando, e meu treino dura de 1 a 4 horas, dependendo dos compromissos”, afirmou.

Competitividade

A funcionária pública começou a pedalar há seis anos como esporte, para emagrecimento, e foi ganhando gosto. “Eu nem sabia que era uma pessoa competitiva e depois a gente se descobre. Você vai para o campeonato e vê que se sai razoavelmente bem, então vai se empolgando. Eu estou bem motivada e quero continuar enquanto tiver motivação”, afirmou.

Essa motivação a manteve focada para superar as provas que variam entre 60 e 80 km na zona rural, com subidas e descidas do percurso, brigando ainda contra o sol, o vento e a poeira. “Eu já seria uma atleta da categoria master, mas ainda estou bem competindo na elite. Em geral, as adversárias eram mais novas. A adversária com quem disputei entre o primeiro e segundo lugar tem 27 anos”, disse.

Além de provas locais, Jorleane foi convocada para a Seleção Tocantinense por dois anos consecutivos (2021 e 2022) para disputar a Copa Norte e Nordeste. Na primeira oportunidade, ela foi vice-campeã na prova de contra-relógio.

A motivação a manteve focada para superar as provas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.