Ajude!

Na fila do SUS desde 2012, lavradora já foi vítima de erro médico e luta por cirurgia

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

08/04/2018 15h13 - Atualizado há 1 mês
Márcia Costa//AF Notícais  A lavradora Polônia Aparecida Dias Medeiros, de 31 anos, descobriu ainda em 2012 que é portadora das doenças endometriose e adenomiose e aguarda até hoje por uma cirurgia que resolva o seu problema. Ela já buscou tratamento pelo SUS, mas agora pede ajudar para realizar o procedimento cirúrgico fora do Estado. As doenças causam fortes dores, além de hemorragias, inchaços e o crescimento da barriga. Ela mora na zona rural de Nova Olinda. Polônia Aparecida disse que está na fila de espera do SUS, porém o médico que faria a cirurgia cancelou a agenda e não há previsão para retornar. Cansada de esperar pelo procedimento para retirada o útero no Hospital Regional de Araguaína, a lavradora tenta arrecadar R$ 10 mil para fazer a cirurgia em um hospital particular em Goiânia (GO). Esse valor não inclui passagens, alimentação e outros gastos. "São doenças que estão me matando aos poucos a cada dia. Preciso fazer uso de diversos remédios para amenizar as dores e me manter em pé. Não consigo suportar! Eu não tenho dinheiro para fazer a cirurgia, mas quero tentar arrecadar, pedir às pessoas que me ajudar. As dores são terríveis", disse. Polônia contou também que morava em Bandeirantes quando descobriu a doença através de uma ressonância. De lá, ela foi transferida para Guaraí para fazer a cirurgia. O procedimento foi marcado em agosto de 2016, mas só foi realizado em janeiro de 2017. O médico deveria ter retido o útero e os focos da endometriose. Contudo, a lavradora diz ter sido vítima de um erro médico. "O médico fez o corte da cirurgia em mim, mas não retirou o útero e disse que o procedimento deveria ser feito por um especialista em endometriose e por isso me encaminhou para Araguaína. Como é que um um profissional da medicina abre uma pessoa sem ter o devido conhecimento da situação? Aqui estou, precisando fazer a cirurgia com urgência e numa fila que não anda", desabafou a mulher. Os interessados em ajudar a mulher a fazer a cirurgia em um hospital particular podem depositar qualquer quantia na seguinte conta: Banco - Caixa Econômica Federal / Conta - 013.00019350-8 corrente / Agência - 0610 Araguaína TO / Titular - Polônia Aparecida Dias Medeiros.
ASSUNTOS mulher lavradora

Comentários (0)

Mais Notícias

ASTT

Mais de 220 veículos apreendidos em Araguaína serão leiloados em novembro

Segundo o edital, todos os veículos estão na modalidade circulação e foram recolhidos durante operações de fiscalização.

Protesto

Moradores plantam pés de banana no meio de rua esburacada no norte do Estado

Moradores também reclamaram do atraso nas obras de pavimentação.

Trânsito

Acidente em rotatória mata jovem e deixa outro gravemente ferido em Palmas

Moradores reclamam que não há iluminação e a sinalização é precária na rotatória.

Notícias falsas

TSE vai anunciar medidas contra fake news após tensão entre Haddad e Bolsonaro

A semana que passou foi tensa, pois Haddad acusou Bolsonaro de estar por trás do esquema.

Concurso PM

Por requisição do MPE, PM vai apurar falhas no concurso para soldado e oficial

Cerca de 16 candidatos são acusados de fraudar as provas para o concurso da PM do Tocantins

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.