Rodovias federais

Pedágio rende R$ 1,7 milhão em impostos para municípios do Tocantins e Goiás só em outubro

ISS no primeiro mês totalizou R$ 1.776.520,849. Cobrança começou em 3 de outubro.

Por Redação 2.098
Comentários (0)

21/11/2022 15h06 - Atualizado há 1 ano
Cobrança de pedágio começou no dia 3 de outubro

Com a implantação do pedágio no Sistema Anápolis-Aliança do Tocantins, nas BRs-153, 414 e 080, os municípios do Tocantins e Goiás que fazem parte do trecho terão, já no primeiro mês, um retorno de mais de R$ 1,7 milhão referente ao Imposto Sobre Serviços (ISS). Os valores variam de acordo com a extensão do município e a tarifa do pedágio, definida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Além dos valores referentes ao ISS, as operações da Ecovias do Araguaia também garantem retorno de investimentos referentes às obras já em execução e aquelas que serão, no futuro, implementadas, de acordo com o contrato de concessão.

“São valores muito expressivos, que devem contribuir para o desenvolvimento das cidades e para a realização de projetos em favor da qualidade de vida das comunidades”, diz Carlos Xisto, Diretor-Superintendente da Ecovias do Araguaia.

Ao todo, o Sistema Anápolis-Aliança do Tocantins contempla 28 municípios, sendo 21 em Goiás (Anápolis, Pirenópolis, São Francisco de Goiás, Jaraguá, Rianápolis, Rialma, Nova Glória, São Luiz do Norte, Hidrolina, Uruaçu, Campinorte, Mara Rosa, Estrela do Norte, Santa Tereza de Goiás, Porangatu, Abadiânia, Corumbá de Goiás, Cocalzinho de Goiás, Vila Propício, Barro Alto e Santa Rita do Novo Destino) e sete no Tocantins (Talismã, Alvorada, Figueirópolis, Cariri, Gurupi, Dueré, Aliança Do Tocantins).

Investimentos futuros

Até o fim do contrato de concessão, serão aplicados pela Ecovias do Araguaia R$7,8 bilhões em obras, além de outros R$6,2 bilhões relativos a custos operacionais, conforme estimativas do Governo Federal.

Ao todo, serão 622 quilômetros de duplicações – 57% com previsão de conclusão até 10º de contrato. Entre as obras de ampliação, a concessionária irá implantar 144 novos retornos, 42 dispositivos de interconexão, 27 quilômetros de faixas adicionais, 16 novos acessos e a implantação de 6 quilômetros de novas pistas na construção do contorno de Corumbá. Nos trechos urbanos, serão 19 passarelas para pedestres e 110 pontos de ônibus, além da iluminação de travessias urbanas e a implantação de 90 quilômetros de vias marginais. Está prevista ainda a instalação de sistema de internet 3G/4G, ampliando a cobertura para 100% do trecho, que hoje é de apenas 20%.

Sobre a Ecovias do Araguaia

Responsável pela administração e operação de uma das principais ligações entre o Meio-Norte e o Centro-Sul do país – as BR-153/TO/GO e BR-080/414/GO –, a Ecovias do Araguaia integra o Grupo EcoRodovias, sob fiscalização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O trecho concedido atravessa 28 municípios nos estados de Tocantins e Goiás, com a seguinte distribuição:

- Rodovia BR-153/TO/GO, entre Aliança do Tocantins e Anápolis, com 624,1 quilômetros;  

- Rodovia BR-080/GO, entre Uruaçu e Assunção de Goiás (BR-414), com 87 quilômetros;  

- Rodovia BR-414/GO, entre Assunção de Goiás e Anápolis, com 139,6 quilômetros.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.