Operação

Polícia e MP investigam acidente químico causado por empresas agrícolas em cidade do Tocantins

As buscas aconteceram em escritórios, pistas, hangares e aeródromos ligadas às empresas.

Por Redação 604
Comentários (0)

21/02/2020 15h52 - Atualizado há 1 mês
Empresas de pulverização agrícola foram alvos da operação

Empresas agrícolas suspeitas de causarem um acidente químico em áreas urbanas do município Lagoa da Confusão, no início deste ano, foram alvos de quatro de mandados de busca e apreensão na manhã desta sexta-feira (21).

As ordens foram cumpridas pela Polícia Civil em um trabalho investigativo que envolve o Ministério Público do Tocantins (MPTO) e Ministério Público do Trabalho (MPT). As buscas aconteceram em escritórios, pistas, hangares e aeródromos ligadas às empresas.

O caso começou a ser investigado a partir de uma denúncia anônima junto à Promotoria Regional Ambiental do Médio Araguaia, dando conta de que, depois de fortes chuvas ocorridas nos dias 08 e 09 de janeiro no município de Lagoa da Confusão, moradores do setor Bandeirantes teriam apresentado fortes dores de cabeça, falta de ar, entre outros sintomas, diagnósticos compatíveis com contaminação por agrotóxicos.

Também foi verificado que o acidente químico estaria afetando a vegetação, constatado em razão do desfolhamento de plantas, situação que também levou o Ibama a realizar nesta sexta-feiura uma fiscalização nestes locais.

O promotor Francisco Brandes Júnior requereu à Justiça a busca e apreensão de objetos, documentos, livros, sistemas de controle, relação de estoque, receituários, relatórios operacionais, guias de aplicação, cadastros técnicos dos responsáveis, embalagens de agrotóxicos, notas fiscais de aquisição de insumos e agrotóxicos, entre outros documentos.

O promotor enfatiza que o possível acidente químico teve como causa ação dolosa ou culposa de pelo menos uma das empresas, resultando em crime ambiental.

O Ministério Público do Tocantins recebeu informações de que os fatos têm sido reiterados e que outras investigações estão em andamento, inclusive em outros municípios do Tocantins, a exemplo de Pium e Talismã.

O assunto também preocupa os promotores de Justiça das Promotorias Regionais Ambientais do Médio Tocantins e do Bico do Papagaio, Vilmar Oliveira e Décio Gueirado, que sugerem o estabelecimento de estratégias de enfrentamento visando a resguardar a saúde pública, em especial a saúde dos trabalhadores e preservar o meio ambiente.

Atividade Agrícola

O Município de Lagoa da Confusão responde por boa parte da produção de grãos do Estado do Tocantins, observando-se um quantitativo de quatro empresas de aviação agrícola no município, conforme Agência Nacional de Aviação – Anac.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.