Denúncia

Por meio de sorteio, prefeitura escolhe servidores que vão receber salários no norte do Tocantins

Alguns servidores estão com mais de três meses de atraso salarial.

Por Nielcem Fernandes 4.205
Comentários (0)

22/10/2019 15h05 - Atualizado há 3 semanas
Lista do sorteio de pagamento dos salários dos servidores

O drama dos servidores públicos municipais de Goiatins (TO) ganhou mais um capítulo triste. Com salários atrasados, eles agora precisam contar com a sorte para receber o pagamento. Alguns estão com três meses de atraso.

Sem dinheiro para pagar todo o funcionalismo, a prefeitura decidiu realizar sorteios para escolher quem receberá primeiro. 

"Na educação, estão fazendo sorteio para definir a ordem de pagamento por escolas. Alguns foram pagos e outros não! Não é a primeira vez que isso acontece. Por exemplo, o salário dos professores da Escola Municipal Professor Alfredo Nasser só foi pago até os nomes começados pela letra “i”. Já os professores contratados estão com mais meses em atraso", disse uma professora.

Além disso, o piso nacional da educação, que tem reajuste anual, está congelado há dois anos e, desde abril, o 13º salário, que era quitado no mês de aniversário do servidor, não está sendo pago. Merendeiras e auxiliares de serviços gerais vão completar três meses de atraso salarial.

"Servidores que têm empréstimo tiveram que mudar de banco", disse outra servidora.

Ainda conforme os servidores, os representantes de sindicatos e conselhos que deveriam fiscalizar e defender a classe estão acomodados, pois alguns exercem cargo de confiança na prefeitura.

"Fico muito triste, decepcionada e prejudicada. É muito ruim trabalhar dignamente o mês inteiro, com muito suor e dedicação, e no final não receber e ainda esperar por um sorteio. É muito frustrante! Estou tendo que recorrer aos meus familiares e amigos para me emprestarem dinheiro para arcar com meus compromissos”, desabafou uma servidora.

DÍVIDAS

O Município de Goiatins vem enfrentando uma das maiores crises financeiras de sua história. Ao assumir a gestão, o prefeito Antônio Luiz encontrou o município afundado em dívidas deixadas pelas gestões anteriores. São mais de R$ 20 milhões em precatórios (requisições judiciais de pagamento) e muitos valores são bloqueados diretamente nas contas da prefeitura.

A prefeitura está sorteando os servidores que irão receber os salários em atraso

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.