Arrependido

'Quero pedir perdão a todos', diz jovem que agrediu idoso com Alzheimer em Araguaína

Matheus disse que está passando por um momento complicado em sua vida.

Por Márcia Costa 3.320
Comentários (0)

17/09/2021 14h36 - Atualizado há 1 mês
Matheus Alexandrino pediu perdão pelo que fez

"Quero pedir perdão a todos, sou humano e errei. Quero pedir perdão ao senhor e à sua família". Essa frase resume o sentimento de arrependimento do jovem Matheus Alexandrino, 23 anos, após ter agredido um idoso que sofre de Alzheimer em um momento de fúria.

O caso aconteceu na última terça-feira (14/9) no setor Tocantins, em Araguaína, foi registrado por uma câmera de segurança e teve grande repercussão negativa nas redes sociais. A vítima é o idoso Francisco Inácio Nogueira, 67 anos. 

Matheus trabalha como auxiliar de produção em um frigorífico da cidade e também possui uma barbearia, local da confusão.

O jovem disse que está passando por um momento complicado em razão do término de seu relacionamento e havia se reconciliado com a igreja no último domingo (12). No dia da confusão, ele disse que estava discutindo com a ex-namorada quando o idoso apareceu na porta da barbearia.

"Eu estava discutindo com minha ex-namorada na calçada e de repente apareceu esse senhor. Eu não sabia que ele tinha Alzheimer e nem que era parente da dona do estabelecimento onde trabalho, se eu soubesse não tinha chegado a esse ponto. Ele chegou e começou a me ofender. Eu já estava alterado e pedi para ele sair, aí quando ele pegou a pedra, eu me senti ameaçado, mas nada justifica o que aconteceu. Quero pedir perdão a todos, eu errei (sic)", diz o jovem.

Matheus disse que ficou arrependimento logo após a agressão, quando voltou para dentro da barbearia e foi tomar banho chorando. "Fui excessivo e passei dos limites. Estou com a consciência pesada e já chorei muito (sic)". Ele disse que vai se apresentar na delegacia.

ATAQUES NAS REDES SOCIAIS

Com a repercussão negativa do caso, o jovem afirmou que tem recebido muitos ataques e ameaças de morte através das redes sociais.

“Alguns chamam pra briga e outros falam que vão tocar fogo em meu corpo. Eu não sou de confusão, sou calmo, tranquilo e trabalhador. Eu estava me esforçando e tentando me animar. Em 2020 eu estava em depressão. As pessoas estão com ódio, muitos me amedrontando, mas também tem pessoas que tem dado apoio”, agradeceu Matheus.

VEJA MAIS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.