Seca

'Rio Tocantins está completamente seco', afirma morador ao caminhar no leito à procura de água

As imagens foram gravadas no dia 25 após uma baixa considerável do volume de água.

Por Nielcem Fernandes 11.211
Comentários (0)

29/11/2019 14h50 - Atualizado há 2 semanas
O Rio baixou consideravelmente após a usina ter de operar em capacidade máxima nos últimos dias

Moradores de cidades às margens do Rio Tocantins estão preocupados com o baixíssimo nível de água. Nesta semana, um vídeo gravado por um morador da cidade de Pedro Afonso, na região centro-norte do Estado, teve grande repercussão nas redes sociais.

“O rio baixou muito. Isso é fora de lógica. O rio estava cheio há uns dois dias e hoje se encontra desse jeito. Está completamente seco. O nível do rio está baixo demais, você nem consegue ver onde está passando. Tá muito estranho, não dá para entender”, disse o morador no vídeo gravado no leito do rio.

As imagens foram gravadas no dia 25 de novembro após uma baixa considerável no volume de água. O morador teme que a baixa vazão do rio possa prejudicar a reprodução dos peixes durante o período da Piracema. "Acho que isso vai causar um dano muito grande devido ao período de Piracema por que os peixes saem para desovar nos lagos e nas águas paradas. É terrível", comentou.

O trecho onde o vídeo foi gravado fica abaixo da Usina Hidrelétrica de Lajeado, que está operando em capacidade máxima e, consequentemente, teve que diminuir a vazão. 

A Investico, empresa responsável pela administração da usina, informou que segue as determinações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e que a baixa no nível das águas é temporária.

A Investico explicou ainda que devido ao baixo volume de chuvas registradas no período, o reservatório da hidrelétrica baixou e a usina teve de operar em capacidade máxima. A previsão é o nível da água se normalize assim que aumentar o volume de chuvas na região.

NOTA

A Investco informa que a UHE Lajeado opera normalmente, conforme as determinações estratégicas do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para geração de energia. Na última semana, ocorreram despachos de geração máxima na Usina que, somados à estação seca do ano, provocaram uma baixa momentânea no nível do reservatório, atingindo Palmas e o norte do Estado, nos municípios de Lajeado, Miracema, Tocantínia e Pedro Afonso. A previsão para que o nível da água das praias e rios retorne ao estágio de normalidade é após o período de chuvas.

A Investco esclarece, ainda, que o ONS determina a programação diária de geração de energia para a UHE Lajeado e para todas as usinas hidrelétricas do País, conforme as necessidades de consumo do sistema elétrico nacional.

Vídeo

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.