Carreta da Saúde

Sem fazer prevenção há 3 anos, mulher sente dor na mama e reconhece: ‘isso não pode acontecer’

A unidade móvel está estacionada em frente à UBS do Setor Jardim das Flores.

Por Redação
Comentários (0)

23/05/2024 14h52 - Atualizado há 4 semanas
Francisca das Chagas sendo atendida

Notícias do Tocantins - A autônoma Francisca das Chagas tem 58 anos e é uma das mulheres que estão sendo atendidas pela Carreta da Saúde da Mulher, ação resultado da parceria da Prefeitura de Araguaína com o Instituto de Prevenção, gerido pelo Hospital do Amor.

A unidade móvel está estacionada em frente à UBS (Unidade Básica de Saúde) do Setor Jardim das Flores e seguirá oferecendo exames gratuitos de mamografia e Papanicolau até o dia 24 de maio, sexta-feira, das 8 às 17 horas.
 
Segundo a paciente, nos últimos dias ela sentiu um desconforto que serviu de alerta para manter os exames atualizados. “Estou atrasada com os exames e isso não pode acontecer, porque dentro desse período pode surgir algo e eu não ficar sabendo. Não faço essa prevenção há três anos e ultimamente eu estou sentindo uma dor na lateral da mama, abaixo da axila, então por isso me preocupei mais”, reconheceu Francisca.
 
A aposentada Valdelina Ferreira, de 61 anos, mora no Setor Jardim das Flores e aproveitou a oportunidade para cuidar da saúde. “Tenho familiares que tiveram câncer, por isso, todos os anos, eu faço esses exames. No ano passado, eu fui na Clínica da Mulher, mas, neste ano, achei melhor vir até a carreta, que está mais perto da minha casa”, contou a moradora.
 
Principais orientações
 
A mamografia pode ser feita em mulheres de 40 a 69 anos e o Papanicolau é direcionados às pacientes de 25 a 64 anos. A meta é realizar até 200 exames, que são as principais formas de detectar precocemente os canceres de mama e de colo do útero.
 
O público feminino interessado precisa comparecer ao local portando a cópia do RG, CPF, cartão SUS e comprovante de endereço. Com os dados, é realizada uma ficha, logo em seguida e por ordem de chegada, a paciente é encaminhada para a carreta móvel.
 
Acesso facilitado
 
A unidade móvel funciona como uma extensão do Instituto de Prevenção, também conhecido como Clínica da Mulher, que oferece os mesmos exames gratuitos na sede, localizada na Rua das Colinas, nº 76, na Vila Norte.
 
“A carreta costuma percorrer diversas cidades e, sempre que passa por Araguaína, buscamos trazê-la para os bairros mais afastados do Instituto de Prevenção, como forma de facilitar o acesso. O veículo também desperta a atenção e assim conseguimos captar mais mulheres para fazer os exames de rastreio, que devem ser feitos todos os anos”, informou a enfermeira Maria Caroline Martins.

Para ser consultada, a paciente precisa comparecer no local portando a cópia do RG, CPF, cartão SUS e comprovante de endereço

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.