Novo empréstimo

Tocantins contratou mais de R$ 5 bilhões em empréstimos em seis anos e deputados questionam novo pedido

Por Redação AF
Comentários (0)

30/05/2017 21h21 - Atualizado há 1 mês
Levantamento feito pela Assembleia Legislativa mostra que a dívida do Estado do Tocantins com instituições bancárias já somam R$ 5.003.291.516,17. Contraído entre 2011 e 2016, o montante tem levado vários deputados a questionarem os novos pedidos de empréstimos feitos pelo Governo, totalizando R$ 600 milhões. Do montante, aproximadamente R$ 150 milhões serão destinados para obras em Araguaína, sendo parte para a construção do novo Hospital Geral, duplicação da rodovia To-222 entre o trevo de Babaçulândia até o Distrito Novo Horizonte e para a pavimentação da TO-243 que dá acesso ao povoado Mato Verde. Porém, os deputados deram sinais de que a aprovação do empréstimo terá grande resistência na Assembleia Legislativa. Segundo José Bonifácio (PR), não se questiona a capacidade de endividamento do Estado, mas a de pagamento. “Não temos dinheiro para pagar nossos funcionários em dia. O Governo já conseguiu suspender o pagamento da dívida com a União por três anos. Nós ainda temos capacidade de empréstimo, mas estamos acabando com isso. Pensem no que estamos plantando para as futuras gerações. Contra empréstimo não sou, mas é preciso estudar isso direitinho”, alertou. Já Olyntho Neto (PSDB) tem questionado o fato de o atual pedido prever o pagamento de contrapartidas de outros empréstimos. É o caso de R$ 12,4 milhões para o Programa de Desenvolvimento da Região Sudoeste do Estado (Prodoeste) e de R$ 22,5 milhões para a construção da ponte sobre o lago da Usina Luiz Eduardo Magalhães, em Porto Nacional. Portanto, afirmam os deputados, são pedidos de empréstimos para pagar outros empréstimos. Essa, porém, não seria a primeira vez em que isto acontece. Em 2013 o Estado solicitou um empréstimo, aprovado pelo Legislativo, de R$ 901.519.966,12 para liquidação de “parte da dívida, contraída em instituições financeiras nacionais e internacionais”. Por sua vez, Zé Roberto (PT) defende mais transparência do Executivo, tanto nos pedidos de empréstimo quanto na aplicação dos recursos, bem como a ampliação do debate sobre o tema. Para o presidente do Parlamento, Mauro Carlesse (PHS), os questionamentos sobre o empréstimo não visam a dificultar a atual gestão, mas ao cumprimento do papel fundamental previsto na Constituição Federal de fiscalizar os demais Poderes. “Nossa intenção não é segurar ou atrapalhar projetos do Governo. O que estamos fazendo é fiscalizar as aplicações dos recursos públicos”, afirmou. Carlesse lembrou que a Casa já referendou pedidos de empréstimos bilionários dos quais os deputados não têm qualquer informação. “A Assembleia já aprovou um pedido de US$ 450 milhões (cerca de R$ 1.5 bi). Para onde foi esse dinheiro?”, questionou, referindo-se a um empréstimo junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) que, segundo o Governo, seria investido na “infraestrutura de transporte e desenvolvimento do agronegócio”. (Rubens Gonçalves) Veja mais... http://afnoticias.com.br/governo-presta-informacoes-sobre-emprestimo-de-r-600-milhoes-araguaina-sera-beneficiada-com-r-150-milhoes/

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.