Transporte

Universitários ficam indignados com a redução de passagens gratuitas. Seturb alega uso indevido do benefício

A empresa reduziu o numero de passagens gratuitas de seis para duas por dia

Por Nielcem Fernandes
Comentários (0)

23/08/2019 18h00 - Atualizado há 1 mês
Universitários alegam que estão sendo prejudicados por falha no sistema da empresa

Estudantes da Universidade Federal do Tocantins (UFT) que utilizam o transporte coletivo gratuito em Palmas ficaram indignados com a mudança anunciada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Palmas (Seturb).  

A empresa reduziu o número de passagens gratuitas a que cada estudante tem direito de seis para duas passagens por dia. Alegando ser vítima de fraude, o Seturb convocou ainda os universitários que têm o cartão gratuito de acesso à linha 090 para fazer o recadastro obrigatório sob pena de perda do benefício.

Agora, os estudantes só poderão ir e voltar de graça para a universidade uma única vez ao dia.

Rone Von Pinto da Silva, superintendente do Seturb, disse que as medidas adotadas são para coibir o mau uso do passe gratuito e possíveis fraudes. “Neste recadastramento estaremos limitando a uma tarifa de ida e uma de volta de forma gratuita para a UFT. Lamentavelmente foi identificada a utilização indevida desse benefício e indícios fortes de fraudes. Para se ter uma ideia, nós identificamos a utilização de um único aluno até 24 vezes no mesmo dia”, disse.

O superintendente alegou ainda que os estudantes que tiverem a necessidade de utilizar o passe gratuito mais de duas vezes por dia para chegar até a universidade deverão comprovar sua necessidade perante o Seturb.

A mudança, para muitos universitários, é injusta e causa prejuízo aos estudantes. Para os universitários, a confusão está sendo causada pelo sistema de contagem de passagens do próprio Seturb.

“Ninguém vai 24 vezes na UFT. Se alguém estava emprestando o cartão, então para que servem as câmeras dos coletivos. A carteirinha fica bloqueada alguns minutos após a utilização. Como utilizar 24 vezes se era permitido apenas 6 passagens por dia?”, disse uma acadêmica do curso de jornalismo.

“Eles estão denunciando a própria falha deles e querem nos prejudicar pela falta de competência. Quando iniciaram o uso dessa biometria facial bloquearam um monte de carteirinhas dizendo que estavam sendo emprestadas. Eles devem usar os mecanismos criados por eles para punir quem deve ser punido e não procurarem desculpas para prejudicar todos os alunos”, declarou o universitário Marco Antônio.

Os alunos ainda informaram ao AF Notícias que a direção do campus da UFT de Palmas solicitou uma reunião junto ao Seturb para discutir a limitação dos passes gratuitos diários e solicitou à empresa a apresentação de dados para identificar o número de alunos que estão utilizando o benefício de forma abusiva.

Um anúncio fixado nos coletivos da empresa informa aos usuários da linha 090 que eles têm até o dia 15 de setembro de 2019 para procurar um dos três endereços informados para realizar o recadastramento.

Veja o vídeo:

Vídeo

 

Os usuários da linha 090 que não se recadastrarem iram perder o benefício

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.