Saiu o resultado!

Confira resultado final do concurso para servidor do MPTO; nomeações devem começar em junho

Concurso ofereceu um total de 54 vagas para cargos de níveis médio e superior.

Por Redação 870
Comentários (0)

28/05/2024 18h23 - Atualizado há 3 semanas
Novos servidores vão reforçar a atuação do MPTO

Notícias do Tocantins - O Ministério Público do Tocantins (MPTO) divulgou, nesta terça-feira (28/05), o resultado final do 6º concurso para servidores da instituição.

O certame ofereceu um total de 54 vagas para cargos de níveis médio e superior, além de formação de cadastro reserva. As provas objetivas e discursivas foram realizadas no início de março deste ano.

O resultado pode ser conferido no Diário Oficial do MPTO e também no site da banca (aqui).

A lista (item 5) divulgada contém a ordem de classificação dos aprovados. O edital também apresenta os resultados finais da avaliação biopsicossocial (item 1), do procedimento de verificação da condição autodeclarada para concorrer às vagas reservadas aos candidatos negros (item 2), do exame psicotécnico (item 3) e da investigação social e funcional (item 4).

Nomeações

Conforme declarou o procurador-geral de Justiça (PGJ), Luciano Casaroti, é esperado que as primeiras nomeações ocorram no início de junho. Ele ressalta que os novos servidores irão contribuir para que o Ministério Público do Tocantins possa cumprir sua missão constitucional de atuar na defesa dos direitos e interesses da sociedade.

“Os aprovados irão se juntar a uma equipe de profissionais dedicados e comprometidos, em uma instituição respeitada em todo o estado.  Eles terão a oportunidade de fazer a diferença na vida dos cidadãos tocantinenses. Parabéns a todos os aprovados!”

Estruturação

O procurador-geral destaca que os concursos para servidores e promotores de Justiça, sendo este último realizado em 2022, são ações estratégicas cuidadosamente planejadas pela instituição nos últimos anos. Essas medidas fazem parte de uma série de ações que visam proporcionar uma melhor estruturação para o MPTO. Elas foram embasadas em estudos que identificaram a necessidade de investimentos na força de trabalho, para lidar com o aumento significativo da demanda em diversas áreas de atuação. Isso inclui a fiscalização da aplicação das leis, o combate à corrupção, a proteção dos direitos humanos e a garantia dos direitos fundamentais previstos na Constituição Federal.

Para ilustrar essa necessidade, entre os anos de 2021 e 2023, apenas na esfera judicial, foram registradas 830 mil movimentações processuais. 

"Nos últimos anos, o Ministério Público do Tocantins demonstrou um crescimento sólido, com o fortalecimento significativo de sua atuação. Essa evolução contínua requer uma estruturação adequada da força de trabalho da instituição. É por isso que os concursos para servidores e promotores de Justiça foram de extrema importância, permitindo-nos investir na seleção de profissionais capacitados e comprometidos, capazes de contribuir para o aperfeiçoamento da prestação de serviços e o atendimento das demandas da sociedade”, explicou o PGJ.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.