MPTO

Promotor cobra concurso na Câmara de Sandolândia: 'servidores são indicados pelos vereadores'

Não se sabe quando foi a última vez que houve concurso na Câmara.

Por Agnaldo Araujo | Conteúdo AF Notícias 581
Comentários (0)

27/01/2024 09h05 - Atualizado há 2 meses
Câmara de Sandolândia

O Promotor de Justiça Eduardo Guimarães Vieira Ferro recomendou que a Câmara Municipal de Sandolândia (TO) adote, no prazo de 06 meses, providências para realizar concurso público. A Casa de Leis é presidida pelo vereador Leniel Francisco da Cunha.

No documento, o promotor afirma que, segundo informações obtidas por moradores, não se sabe quando foi a última vez que houve concurso público na Câmara de Sandolândia e os 'servidores são indicados pelos vereadores', havendo irregularidades na forma de contratação.

O artigo 37 da Constituição Federal de 1988 prevê que a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público. Já “a contratação temporária de pessoal [...] deverá ser levada a efeito tão somente para atender situações excepcionais, incomuns, que exigem satisfação imediata e temporária, não se enquadrando nessas hipóteses a contratação de servidores para cargos de natureza permanente”.

O promotor ainda menciona a Lei 8.429/92 e destaca que frustrar o caráter concorrencial de concurso público confira ato de improbidade administrativa, , pois ofende o princípio da imparcialidade.

A Câmara de Sandolândia tem 15 dias úteis para encaminhar à Promotoria de Justiça de Araguaçu, que é resposável pela região, resposta por escrito sobre eventual providência adotada a partir da recomendação. 

A recomendação pode ser conferida aqui.

Parte da recomendaçaõ

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.