Eleições 2020

Justiça suspende pesquisa que dava vantagem de 300% para candidato em Nova Olinda

O descumprimento da decisão implicará em multa no valor de R$ 10.541,00.

Por Redação 4.664
Comentários (0)

19/10/2020 08h25 - Atualizado há 1 mês
Disputa para prefeito de Nova Olinda (TO) tem 3 candidatos

A Justiça Eleitoral determinou a imediata suspensão da divulgação de uma pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Skala sobre as intenções de voto na corrida para prefeito de Nova Olinda (TO), por não atender as exigências legais.

A decisão, em caráter liminar, foi proferida neste domingo (18) pelo juiz José Carlos Ferreira Machado, da 31ª Zona Eleitoral.

A pesquisa colocava o candidato a prefeito Temis (PSD) com uma vantagem superior a 300% em relação ao segundo colocado e chegou a ser divulgada na cidade em panfletos confeccionados e distribuídos pela própria coligação do candidato. Além de Temis, estão na disputa para prefeito Sargento Nelson (SD) e Leandro Silva (PV).

Conforme a representação, a pesquisa não observou as formalidades previstas na Resolução TSE nº 23600/2019.

“Entendo que a divulgação da pesquisa sem observância dos critérios estabelecidos na resolução pode ensejar a ocorrência de dano grave ou de difícil reparação à lisura do processo eleitoral”, diz o juiz.

Recentemente, a Justiça Eleitoral também suspendeu a pesquisa eleitoral realizada pelo Instituto Skala no município de Araguatins, no Bico do Papagaio, devido a falhas no questionário.

No caso de Nova Olinda, o descumprimento da decisão implicará em multa no valor de R$ 10.541,00.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.