Hélida Dantas

'A mulher precisa de inteligência emocional', diz empresária de sucesso em Araguaína

Em 10 anos, a empresária ampliou a rede varejista Top Fama de sete para 41 lojas, um crescimento de quase 500%.

Por Redação 1.273
Comentários (0)

09/03/2019 10h57 - Atualizado há 2 semanas
Empresária Hélida Dantas

Hélida Dantas, de 52 anos, cresceu com o exemplo de mulher empreendedora que se propõe a ter independência financeira. Filha de pais comerciantes de tecidos em Araguaína, a empresária se inspirou na autonomia que a mãe alcançou com sua loja, mesmo com o pai trabalhando no mesmo ramo.
 
Em 10 anos, a empresária ampliou a rede varejista Top Fama de sete para 41 lojas, um crescimento de quase 500%, e ainda planeja crescer para 50 unidades até o final de 2020. Ela emprega mais de 400 funcionários, nos estados do Tocantins, Maranhão e Pará.
 
A mulher precisa de inteligência emocional para ocupar o espaço que é seu por direito”, afirmou.
 
O início e os tropeços

Em 1991, o começo foi no Mercado Municipal de Araguaína, onde ainda existe a primeira unidade da Top Fama. Junto ao ex-marido, ela conciliava o trabalho no Banco do Brasil com as feiras nos finais de semana. “Nós íamos vender as roupas em Guaraí, Pedro Afonso e outras cidades menores. E nas andanças descobrimos que existia mercado nessas praças”, lembrou.
 
Dois anos depois, em 1993, iniciaram a expansão do negócio até chegar a sete lojas. “Foi quando descobrimos que para abrir um negócio e crescer precisava de capital. Levamos um baque violento, fomos abaixo do zero. Quebramos feio e fomos recomeçar com dívidas”, disse. Hélida, então em 1995, decidiu abrir mão da carreira bancária e se dedicar integralmente ao comércio.
 
Foram 10 anos de trabalho sem férias, sem lazer. Só trabalhando mesmo”, destacou. Desfrutando a estabilidade conquistada, em 2009, já com 17 lojas, veio a separação com o ex-marido. Ela ficou com sete lojas e ele com 10.
 
Inteligência e servidão

Eu vejo muitas mulheres se despencando por questões de relacionamento com o marido ou filhos. A estabilidade emocional da mulher é muito baixa e isso atrapalha. Com inteligência, a pessoa teria mais sucesso e independência”, alertou Hélida. 
 
Mãe de três filhos, ela acredita que a mulher tem o universo ao seu favor, naturalmente, pela lei do retorno. “A maternidade nos torna um ser diferenciado. A mulher, por natureza, é uma servidora. Ela se dá pelos filhos, marido e lar. E a lei do Universo é a lei do retorno, então isso é uma vantagem”, afirmou.
 
A mulher tem facilidade em tudo o que for fazer na vida, só tem que acreditar nela mesma. Não desaminar. E é assim que eu faço, quando está tudo difícil, levanto a cabeça e vou em frente, sei que vai melhorar”, garante a empresária. 

(Marcelo Martin)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.