Desoneração da folha

Após canetada de Lula, prefeitos lutam em Brasília pela redução da alíquota do INSS de 20% para 8%

Contribuição das prefeituras ao INSS vai subir para 20% a partir de abril.

Por Redação 578
Comentários (0)

06/03/2024 17h48 - Atualizado há 2 meses
Grupo de prefeitos do Tocantins está em Brasília na Mobilização Municipalista

Notícias do Tocantins - Prefeitos do Tocantins, liderados pela Associação Tocantinense de Municípios (ATM), participaram nesta quarta-feira (6), em Brasília, de uma mobilização que discutiu a revogação de trecho da Lei 14.784/2023, que trata da redução de 20% para 8% na alíquota do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aos Municípios, a chamada desoneração da folha de pagamento.

A mobilização foi organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). A entidade nacional lembra que a prorrogação da desoneração da folha representou uma importante conquista e proporcionaria uma economia de R$ 11 bilhões ao ano aos 5.367 Municípios beneficiados.

Contudo, a Medida Provisória 1.202/2023, encaminhada ao Congresso pelo presidente Lula no dia seguinte à promulgação da Lei, revogou o benefício. “Percebemos que a União manteve a desoneração para 17 setores estratégicos da atividade econômica, e retirou os Municípios dessa redução, desrespeitando o Ente Local e as decisões do Congresso Nacional”, disse Diogo Borges, ao destacar que a redução de 20% para 8% concede sobrevida aos Municípios.

A CNM destacou o montante de R$ 190 bilhões em dívidas previdenciárias relacionadas ao Regime Geral de Previdência Social. O cenário tende a se agravar ainda mais nos próximos anos, por se tratar de uma dívida praticamente impagável. “Estamos percorrendo os corredores do Congresso em busca de apoio parlamentar para a derrubada dessa MP”, finalizou Diogo Borges.

Próxima mobilização

A CNM convocou ainda nova mobilização para o dia 26 de março. Após a aprovação por parte dos gestores municipais presentes, a manifestação ficou confirmada. A intenção é continuar pressionando os parlamentares para que debatam e aprovem as prioridades apresentadas pelos Municípios, com destaque para a desoneração dos Municípios.

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.