Sul do estado

Chuvas danificam pontes e bueiros em rodovias estaduais; TO-491 está totalmente interditada

Ageto informou algumas rotas alternativas para os motoristas no sul do estado.

Por Redação
Comentários (0)

30/01/2024 10h12 - Atualizado há 2 meses
Ponte teve a cabeceira arrancada pela correnteza

As fortes chuvas que caíram na região sul do Estado nesta segunda-feira (29/01) danificaram duas pontes e dois bueiros em rodovias estaduais. A informação foi confirmada pela Agência de Transportes, Obras e Infraestrutura (Ageto), no início da manhã de hoje (30).

Os trechos afetados estão nas rodovias TO-491, entre Peixe e São Salvador; TO-296 entre Povoado Retiro e Jaú do Tocantins, e TO-296 entre Povoado Retiro e São Salvador.

Segundo a Ageto, embora os estragos tenham atingido vários trechos rodoviários, nenhuma comunidade rural ou cidade está totalmente isolada na região.

O caso mais grave é o da TO-491, no trecho que liga as cidades de Peixe e São Salvador, onde a água carregou a cabeceira inteira da ponte sobre o Rio Almas. O trânsito no local está totalmente interditado. 

Uma equipe da Residência Viária de Gurupi esteve no local durante a noite para sinalizar a via e retornou hoje pela manhã para fazer o levantamento dos danos causados para iniciar a recuperação da cabeça da ponte.

Neste caso, a reconstrução da cabeceira da ponte necessitará de alguns dias de estiagem para que a Ageto possa executar a obra, além de esperar a diminuição do volume de água.

Pelo lado norte da ponte, as alternativas de tráfego para os motoristas é pela BR-242 com destino a Peixe. Já no sentido sul/norte da ponte, a alternativa de saída é pela TO-491 até o povoado Retiro, seguindo para São Salvador ou pelas rodovias TO-491 e TO-296, sentido Jaú do Tocantins, para quem vai até Peixe.

Quanto à outra cabeceira de ponte e um bueiro que foram destruídos na TO-490, no trecho entre o Povoado Tigre e a BR-242, no município de Paranã, outra equipe da Ageto estará iniciando os serviços de recuperação nesta quarta-feira, dia 31, pois os equipamentos e trabalhadores estarão em deslocamento de Gurupi para o local ainda hoje. Neste trecho o tráfego está sinalizado e fluindo somente em meia pista, mas o movimento é naturalmente baixo por ser um trecho não pavimentado. 

Cabeceira da ponte levada pela correnteza da água.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.