Cerimônia

Com gratidão, Silva Neto se despede do comando da PMTO após um ano e meio: 'não foi fácil'

Coronel Márcio Antônio Barbosa foi nomeado no último dia 27 de agosto.

Por Redação 731
Comentários (0)

01/09/2022 08h03 - Atualizado há 1 ano
Solenidade de troca de comando da PMTO

A Polícia Militar do Tocantins realizou a solenidade de passagem de comando da corporação, na tarde da quarta-feira (31). Assumiu oficialmente o posto de comandante-geral o coronel Márcio Antônio Barbosa de Mendonça, que substitui o coronel Júlio Manoel da Silva Neto.

Márcio Antônio foi nomeado no dia 27 de agosto e vai acumular também a função de secretário-Chefe da Casa Militar.

O tom de gratidão marcou o discurso do ex-comandante Silva Neto, que agradeceu ao Governo do Tocantins pela oportunidade e apoio que recebeu ao longo de sua gestão.

Agradeço a oportunidade por me confiar função tão nobre nesta instituição. Não foi fácil, mas o apoio que nos deu, possibilitaram fazer muita coisa. Meu muito obrigado pela confiança em mim depositada e pelo apoio. Quero dizer que podem contar sempre com esse soldado que estará à disposição”, afirmou o coronel, que deixa o cargo após um ano e meio à frente do comando da instituição.

Já o coronel Márcio Antônio Barbosa prometeu honrar todos os compromissos da instituição “Minha gratidão e lealdade pela confiança em mim depositada ao me convocar para assumir o Comando Geral da Polícia Militar. Assumo com humildade e convicção de que tenho muito a contribuir para o crescimento da instituição, ciente dos desafios que terei pela frente, mas preparado para enfrentá-los e produzir resultados que a sociedade tanto espera”, declarou o novo comandante-geral.

Respeitando a tradição militar, a passagem de comando contou com apresentação da tropa ao presidente da solenidade, honras militares, desfiles de diversas unidades da PM, como o Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), o Programa Educacional de Resistências às Drogas (Proerd) o Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), o Grupo de Operações com Cães (GOC) o Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED), o Batalhão de Operações Especiais (BOPE), além dos pelotões de alunos praças. A cerimônia contou ainda com um momento religioso ecumênico, onde foram recitadas passagens bíblicas.

A solenidade contou também com a presença de representantes da Assembleia Legislativa, do Tribunal de Contas, da Marinha, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, deputados e demais autoridades civis, militares, amigos e familiares.

Perfil do novo Comandante Geral

O Coronel faz parte do quadro operacional da Polícia Militar do Tocantins (PMTO), é natural de Goiânia (GO), formado pela Academia de Polícia Militar de Minas Gerais, onde foi declarado Aspirante a Oficial no ano de 2001.

O coronel Barbosa também é bacharel em Segurança Pública pela Academia de Polícia Militar de Minas Gerais, realizou curso de especialização em Segurança Pública pela Polícia Militar da Paraíba; especialização em Segurança Pública, Cidadania e Direito pela Unicamp; especialização de Gestão Tecnológica Educacional pela PM da Paraíba, além de curso de Política, Planejamento e Gestão Estratégica em Segurança Pública. 

Na área operacional, possui curso de tiro policial no método Giraldi, curso de identificação veicular ministrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), além de curso de segurança física e dignitários pela Tees Brazil, na cidade de Curitiba (PR) e curso fundamentos para repressão ao narcotráfico e crime organizado.

Como docente, o Coronel Barbosa desempenhou suas atividades dentro da PMTO como instrutor de legislação de trânsito para alunos do Curso de Formação de Oficiais, curso de habilitação de Oficiais, curso de Aperfeiçoamento de Sargentos e cursos de Habilitação de Sargento e Cabo, bem como legislação específica para o Curso de Formação de Soldado.

Possui diversas condecorações, dentre elas: medalha por tempo de serviço na PMTO (10 anos), medalha Tiradentes, conferida pelo Governador do Estado do Amazonas, através da Polícia Militar do Amazonas, e a medalha guardião, conferida pelo Gabinete Militar da governadoria do Estado de Goiás.

Na corporação exerceu diversas funções operacionais, administrativas e de comando, como o comando e Subcomando de Unidades, tais como: comandante da 1ª companhia do 1º batalhão de polícia militar e chefe da seção de trânsito, também do 1º BPM, entre os anos 2001 a 2003.

Comandante da companhia de alunos e coordenador do curso de habilitação de cabos na Academia Policial Militar Tiradentes no ano de 2004, chefe de equipe de segurança do governador e ajudante de ordens do governador do Tocantins entre os anos de 2004 a 2009, chefe da segunda seção do estado maior da Polícia Militar do Tocantins no ano de 2010, subcomandante do 4º BPM, nos anos de 2011 e 2012, subcomandante do comando de policiamento da capital, nos anos de 2013 e 2014, ajudante de ordens do Governador entre os anos de 2015 até março de 2018, além de comandante do 4º BPM entre 2018 a 2019, Chefe do Estado Maior da PMTO entre 2019 e 2021 e comandante do Policiamento Especializado no ano de 2021.

Coronel Márcio durante a cerimônia

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.