Desenvolvimento econômico

Com incentivos fiscais, empresas vão investir R$ 74 milhões em Palmas, Araguatins e Nova Olinda

Empresas beneficiadas estão em Palmas, Araguatins e Nova Olinda.

Por Redação 1.844
Comentários (0)

18/05/2024 09h46 - Atualizado há 1 mês
Reunião do conselho

Notícias do Tocantins - O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico do Tocantins (CDE-TO) aprovou três processos de concessão de incentivos fiscais para empresas de diversas regiões do Estado. Juntas, elas farão investimentos de R$ 74,5 milhões e vão gerar 259 novos postos de trabalho.

Além disso, o conselho também aprovou aportes de recursos no total de R$ 3,5 milhões do Fundo Estadual de Desenvolvimento Econômico (FDE-TO) para projetos de fomento no Estado.

Aportes de recursos

Um dos aportes aprovados foi apresentado pela Federação das Associações Comerciais de Indústrias do Estado do Tocantins (FACIET) no valor de R$ 2 milhões para ser investido na realização da “Campanha Natalina 2024".

Outro aporte no valor de R$ 350 mil foi concedido para o projeto de estudo “Avaliação Econômica de Projetos Estratégicos para o Subprograma Produtos da Terra”, que será executado por meio da Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins (FAPTO).

O último, no valor de R$ 1,2 milhão, é para fomento da “17ª Feira de negócios do sul do Tocantins - Fenesul”.

Incentivos fiscais

As empresas beneficiadas são a AF de Freitas e Cia Ltda, em Palmas, a Gazin Indústria de Colchões Ltda, em Araguatins, e a Masterboi Ltda, em Nova Olinda, esta última mediante prorrogação do benefício.

Industrialização e desenvolvimento

“A cada reunião, o conselho demonstra mais sua importância, principalmente pelos resultados alcançados, pelas empresas que foram contempladas e pelo significado disso em aumento no número de empregos e da arrecadação do Estado, e também da melhoria da industrialização. O CDE-TO tem feito um trabalho maravilhoso no Estado”, destacou o conselheiro suplente Maurício Fregonesi.  

Para o conselheiro suplente Jorge Couto, os aportes aprovados resultarão no fortalecimento e desenvolvimento do Tocantins.

“Este conselho tem um papel muito importante, que é fomentar o setor produtivo do Estado de um modo geral. Nós, conselheiros, nos preocupamos em manter toda transparência em relação às aplicações dos recursos destinados e fomentados com estes aportes, e também não podemos deixar de apoiar sempre esses projetos que têm argumentos sólidos, onde temos a certeza de que vão fomentar ainda mais a nossa economia tocantinense”, pontuou.  

O gestor da Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Serviços (Sics) e presidente do conselho, Carlos Humberto Lima, comentou sobre a importância do trabalho feito pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico. 

“Sempre friso que a nossa maior missão é desenvolver o Tocantins. É com muito orgulho que, hoje, aqui juntamente com o conselho, deliberamos recursos para empresas e projetos que vão contribuir na transformação econômica deste Estado, principalmente na geração de emprego e renda”, afirmou.

As aprovações ocorreram durante a 129ª reunião ordinária do CDE-TO, realizada durante a Agrotins 2024 na última quarta-feira (15). 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.