No Congresso

Deputado do Tocantins apresenta emenda para que 13º do Bolsa Família seja permanente

O 13º deste ano totaliza uma injeção extra de R$ 2,58 bilhões na economia.

Por Redação 626
Comentários (0)

21/10/2019 14h33 - Atualizado há 4 anos
Cartão do Bolsa Família

O deputado Osires Damaso (PSC/TO) apresentou, na última quinta-feira (17), uma emenda à Medida Provisória 898/19 que torna permanente o pagamento do 13º do programa Bolsa Família.

A MP, publicada no dia 16 de outubro no Diário Oficial da União, determina que o benefício do Programa Bolsa Família seja pago em dobro somente em dezembro deste ano. O adicional totaliza uma injeção extra de R$ 2,58 bilhões na economia.

Em sua justificativa, Damaso ressaltou que o pagamento da 13ª parcela aos beneficiários do programa é medida indispensável para assegurar que as famílias carentes tenham uma complementação de renda. “É importante que essa parcela se torne um direito garantido nos próximos anos, transformando-o em uma política de Estado e não apenas de governo”, afirmou.

A MP 898/19 entra em vigor imediatamente, mas também depende de confirmação do Congresso Nacional. Inicialmente, o texto será examinado por uma comissão mista de deputados e senadores. É nesta fase que são apresentadas as emendas e realizadas audiências públicas.

O texto aprovado pela comissão será votado posteriormente pelos plenários da Câmara dos Deputados e do Senado.

O Bolsa Família atende atualmente cerca de 13,5 milhões de famílias que vivem em extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais por indivíduo. O benefício médio pago a cada família é de R$ 189,21.

+ Bolsonaro assina MP que garante 13º aos beneficiários do Bolsa Família; R$ 2,58 bilhões na economia

Deputado Osires Damaso

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.