Investigação

Discussão entre adversários políticos em grupo de WhatsApp gera ofensas e vira caso de polícia

Autores possuem algum tipo de ocupação ligada a cargo político.

Por Redação 1.258
Comentários (0)

14/02/2024 15h37 - Atualizado há 1 mês
São 3 homens e uma mulher

Notícias do Tocantins - A Polícia Civil concluiu, nesta quarta-feira (14), a apuração do caso em que ofensas contra uma pessoa estavam sendo difundidas em grupo de aplicativo de mensagens. O motivo das condutas é a divergência política entre os autores e o ofendido, que pertencem a grupos diversos.

Após a realização da investigação, foram identificadas quatro pessoas como responsáveis pelas ofensas, sendo três homens com 29, 30 e 33 anos, e uma mulher de 37 anos. Todos possuem algum tipo de ocupação ligada a cargo político e vão responder pelo crime de injúria.

Conforme explica o delegado José Lucas Melo, em razão do ano eleitoral, quatro pessoas pertencentes a um determinado grupo político de Pium passaram a ofender com falas e montagens de figuras a pessoa do ofendido que pertence a outro grupo político local, mas que reside em Paraíso.

“Ao tomar conhecimento do fato, que ocorreu em um grupo de mensagens com cerca de 500 integrantes, a vítima de 34 anos procurou a delegacia e informou os fatos”, disse o delegado. 

O delegado José Lucas Melo explica que as discussões políticas com divergências de ideias são comuns, principalmente nessa época do ano. Porém, quando se extrapola e ocorre a prática de ofensas e atos contra a honra alheia, incorre-se em crime e a devida responsabilização legal. O fato de fazer em ambiente virtual como aplicativo de mensagens ou rede social, além de não excluir a responsabilidade, ainda configura aumento de pena em tais crimes.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.