Invenção

Empresário tocantinense cria higienizador de mãos automático e instala no centro de cidade

Invenção está em uso em Dianópolis e custou pouco mais de R$ 150.

Por Redação 1.743
Comentários (0)

03/06/2020 08h47 - Atualizado há 1 mês
Ferramenta está em uso em Dianópolis

O empresário do ramo de eletrônica em Dianópolis, Hermam Povoa, desenvolveu um higienizador de mãos automático - espécie de reservatório sanitário portátil - que possibilita aos moradores a higienização das mãos enquanto estiverem em circulação pelo centro da cidade.

A ferramenta foi instalada próximo à agência do Banco do Brasil, está à livre disposição da comunidade e entra na guerra contra o novo coronavírus (covid-19).

Nesse momento de isolamento e reclusão, a gente começa a refletir como podemos ajudar o próximo e ao mesmo tempo combater a disseminação do novo coronavírus. Penando nisso, tivemos a ideia de desenvolver uma ferramenta que permitisse a lavagem e higienização das mãos, considerada uma das principais medidas de combate a transmissão da doença”, disse o empresário.

Ele também destacou que usou pouco mais de R$ 150 para desenvolver a ferramenta, pois os acessórios utilizados são encontrados facilmente em lojas de materiais de construção.

Funcionamento

O higienizador de mãos automático é acionado pelo usuário por meio de uma pedaleira, o que impossibilita o contato das mãos diretamente na ferramenta. O reservatório tem capacidade para 50 litros de água e 800 ml de sabonete líquido, com a possibilidade de atender até 80 pessoas.

A tecnologia permite ainda que você amplie o reservatório para 100 litros e duplique a quantidade de atendimentos”, disse Hermam, ao revelar que o higienizador possui um temporizador, que permite uma vazão racional da água durante a lavagem.

O higienizador de mãos automático possui uma bateria interna para acionamento com uma autonomia de até 15 dias. “Inclusive, esse higienizador pode ser instalado diretamente nas estruturas hidráulicas e elétricas do município, o que pode ter seu uso permanente enquanto for preciso, necessitando apenas a reposição do sabonete líquido”, disse o inventor.

Hermam Povoa ainda destacou que toda água utilizada é descartada via sistema de tubulação nas bocas de lobo da cidade.

O empresário já apresentou a inovação à prefeitura da cidade e espera uma resposta para instalar a tecnologia nas estruturas de água e energia do Município. Hermam Povoa disse que ele mesmo fará a reposição de água e sabonete, bem como as manutenções necessárias para que a ferramenta esteja em plena atividade durante a pandemia.

Higienizador de mãos
Morador usando o equipamento

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.