Alívio

Exame de DNA põe fim a mistério sobre troca de recém-nascidos em maternidade de Araguaína

Segundo a família, a psicóloga agora está mais aliviada com o resultado do exame.

Por Márcia Costa 5.375
Comentários (0)

27/04/2020 15h10 - Atualizado há 4 anos
Bebê foi trocada dentro da Maternidade

O drama vivido pela psicóloga Lilya de Sousa Santos, de 30 anos, chegou ao fim na última sexta-feira, dia 24 de abril, quando saiu o resultado do tão aguardado exame de DNA que desvendou o mistério da troca de bebês ocorrida no Hospital e Maternidade Dom Orione, no dia 13 de abril.

A prima de Lilya disse que agora ela tem a certeza de que realmente está com sua verdadeira filha. "O resultado do exame deu positivo, felizmente. Minha prima está bem e satisfeita agora com o resultado. Sem a angústia e a incerteza que ela vinha demonstrando o tempo todo. Porém, tem traumas e ainda está psicologicamente abalada”, disse Alane Rodrigues.

O parto ocorreu no dia 13 de abril e a psicóloga não teve direito a acompanhante por causa das medidas de prevenção ao coronavírus.

Após dar à luz uma menina, a psicóloga chegou a ver momentaneamente sua filha, porém, a criança foi retirada da sua presença e devolvida cerca de 30 minutos depois. 

A troca de bebês só foi percebida várias horas depois quando uma enfermeira foi ao quarto fazer a higienização da criança e brincou "olha que menino bonito". Assustada, a mãe questionou sobre o sexo da criança e a profissional chegou a duvidar dela, dizendo que a pulseira com nome de Lilya estava no bebê.

Em seguida, a enfermeira saiu com o bebê e retornou horas depois com uma menina, que seria a verdadeira filha de Lilya. Contudo, a psicóloga ficou em estado de choque e permanecia a dúvida se aquela era de fato sua filha. O exame de DNA foi custeado pelo hospital.

Na época, o Hospital Dom Orione afirmou que o incidente sobre a troca de pulseiras de identificação dos recém-nascidos foi prontamente solucionado e que as famílias estavam recebendo todo amparo assistencial e psicológico necessários.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.