TO-335

Governo conclui sistema de galerias e libera tráfego em trecho de rodovia que se rompeu em 2018

A obra conta com um complexo sistema de drenagem projetado para suportar grandes volumes de água.

Por Redação
Comentários (0)

13/11/2019 16h28 - Atualizado há 1 mês
Sistema de drenagem

Após a conclusão da obra de um sistema de galerias, o Governo do Tocantins liberou o tráfego na Rodovia TO-335, na altura do Córrego Cunhã, no trecho entre Colinas e Palmeirante.

A rodovia foi restaurada na semana passada após ter rompido em 2018 por causa do excesso de chuvas. A obra começou em agosto e conta com um complexo sistema de drenagem projetado para suportar grandes volumes de água.

As galerias estão concluídas e o tráfego, que antes era realizado por um desvio, foi restabelecido. Agora, iremos finalizar o restante da obra”, ressalta o diretor de Operação e Conservação da Agência Tocantinense de Transportes e Obras, Gerival Aires Negre.

Segundo Gerival Aires, 85% dos serviços já foram executados e a empresa responsável se prepara para iniciar a construção das descidas d’água, da pavimentação, das obras de artes finais e da sinalização. “Mesmo sem a conclusão do pavimento, a Ageto conseguiu liberar com segurança a passagem de veículos de passeio e de carga”, destaca.

A secretária de Estado da Infraestrutura, Cidades e Habitação, Juliana Passarin, frisa que a obra vai melhorar a trafegabilidade da via e o escoamento da produção regional. “No local foram investidos cerca de R$ 924 mil com os objetivos de fortalecer o sistema logístico da região e melhorar a mobilidade das pessoas que necessitam da rodovia para se deslocar”, afirma.

A região de Palmeirante é uma grande produtora de grãos e a rodovia recebe diariamente o tráfego pesado dos veículos que buscam embarcar ou desembarcar seus produtos no Pátio de Integração Multimodal da Ferrovia Norte-Sul.

A expectativa é de que a obra seja totalmente concluída ainda este ano. “Falta pouco e nós vamos agilizar os serviços para que tudo acabe antes do aumento da incidência de chuvas”, finaliza Juliana Passarin.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.