Queimadas

Ibama vai contratar mais de 200 brigadistas apenas no estado do Tocantins em 2022

Serão contratados profissionais em todos os estados da Amazônia Legal.

Por Conteúdo AF Notícias 1.020
Comentários (0)

19/02/2022 09h46 - Atualizado há 2 anos
Brigadistas vão atuar no combate a queimadas

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) publicou, nesta sexta-feira (18/2), o Plano Nacional Anual de Proteção Ambiental (PNAPA) de 2022. No documento, que saiu no Diário Oficial da União (DOU), o ógão aponta que contratará 1.702 brigadistas para atuarem no combate a incêndios ambientais no território nacional.

Além disso, o Ibama também pontua no plano anual, várias outras ações que o órgão tomará para combater os incêndios florestais, principalmente na região da Amazônia Legal, que compreende Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Pará, Amapá, Tocantins, Mato Grosso e Maranhão. 

Para o Estado do Tocantins, o Ibama prevê a seleção, contratação, capacitação e administração de 210 brigadistas. O custo estimado é de R$ 4,4 milhões.

Veja o quantitativo de brigadistas que serão contratados pela entidade integrada ao Ministério do Meio Ambiente e os custos:

Item

Ação

Prazo

Custo estimado (R$)

1

Implementação do Programa de Brigadas Federais (total de 1700 brigadistas)

30/04/2023

R$ 0,00

2

Seleção, contratação, capacitação e administração de 31 brigadistas no Estado do Acre.

30/11/2022

R$ 651.000,00

3

Seleção, contratação, capacitação e administração de 46 brigadistas no Estado do Amapá.

31/01/2023

R$ 966.000,00

4

Seleção, contratação, capacitação e administração de 45 brigadistas no Estado do Amazonas.

30/11/2022

R$ 945.000,00

5

Seleção, contratação, capacitação e administração de 92 brigadistas no Estado da Bahia.

30/04/2023

R$ 1.932.000,00

6

Seleção, contratação, capacitação e administração de 46 brigadistas no Estado do Ceará.

31/12/2022

R$ 966.000,00

7

Seleção, contratação, capacitação e administração de 70 Brigadistas no Distrito Federal

30/11/2022

R$ 1.470.000,00

8

Seleção, contratação, capacitação e administração de 110 brigadistas no Estado de Goiás.

30/11/2022

R$ 2.310.000,00

9

Seleção, contratação, capacitação e administração de 148 brigadistas no Estado do Maranhão.

30/11/2022

R$ 3.108.000,00

10

Seleção, contratação, capacitação e administração de 29 brigadistas no Estado de Minas Gerais.

30/11/2022

R$ 609.000,00

11

Seleção, contratação, capacitação e administração de 238 brigadistas no Estado de Mato Grosso.

30/11/2022

R$ 4.998.000,00

12

Seleção, contratação, capacitação e administração de 95 brigadistas no Estado de Mato Grosso do Sul.

31/12/2022

R$ 1.995.000,00

13

Seleção, contratação, capacitação e administração de 154 brigadistas no Estado do Pará.

31/01/2023

R$ 3.234.000,00

14

Seleção, contratação, capacitação e administração de 46 brigadistas no Estado de Pernambuco.

31/01/2023

R$ 966.000,00

15

Seleção, contratação, capacitação e administração de 62 brigadistas no Estado do Piauí.

30/11/2022

R$ 1.302.000,00

16

Seleção, contratação, capacitação e administração de 47 brigadistas no estado do Rio de Janeiro.

30/11/2022

R$ 987.000,00

17

Seleção, contratação, capacitação e administração de 107 brigadistas no Estado de Rondônia.

30/11/2022

R$ 2.247.000,00

18

Seleção, contratação, capacitação e administração de 126 brigadistas no Estado de Roraima.

30/04/2023

R$ 2.646.000,00

19

Seleção, contratação, capacitação e administração de 210 brigadistas no Estado do Tocantins.

30/11/2022

R$ 4.410.000,00

20

Contratação de 20 Agentes de Manejo Integrado do Fogo para o Prevfogo Sede e Estados

31/12/2022

R$ 1.248.000,00

21

Publicação de Instrução Normativa do Programa de Brigadas Federais

30/06/2022

R$ 0,00

22

Coordenação do Ciman Nacional, conforme Decreto Presidencial nº 8.914/2016

30/11/2022

R$ 0,00

23

Passagens e diárias para combate a incêndios florestais

30/11/2022

R$ 4.000.000,00

24

Monitoramento de queimadas e incêndios florestais: estatísticas, boletins diários automatizados para a Amazônia e Cerrado, boletins meteorológicos, SIG Queimadas

31/12/2022

R$ 0,00

25

Realização de capacitações para servidores, instituições parceiras e sociedade sobre a temática dos incêndios florestais.

31/12/2022

R$ 38.000,00

26

Ampliação do Manejo Integrado do Fogo nas Áreas Federais Prioritárias

31/12/2022

R$ 210.000,00

27

Execução do Plano de Educação Ambiental do Prevfogo

30/12/2022

R$ 155.000,00

28

Operação Apoena

30/09/2022

R$ 250.000,00

29

Articulação e execução de cooperações técnicas nacionais e internacionais: Rede Sulamericana de Incêndios Florestais.

31/12/2022

R$ 155.000,00

30

Articulação e execução de cooperações técnicas nacionais e internacionais: Amazônia sem fogo.

31/12/2022

R$ 22.000,00

31

Articulação e execução de cooperações técnicas nacionais e internacionais: Acordo Marco OTCA.

31/12/2022

R$ 0,00

32

Articulação e execução de cooperações técnicas nacionais e internacionais: USDA-Forest Service.

31/12/2022

R$ 60.000,00

33

Acompanhamento da publicação da Política Nacional de Incêndios Florestais conforme determina o artigo 40 do novo Código Florestal e a Portaria MMA nº 425/2016

31/12/2022

R$ 0,00

34

Aquisição de Equipamento de Proteção Individual - EPI e equipamento de combate

31/12/2022

R$ 2.120.000,00

35

Pagamento de veículos e helicópteros para Programa de Brigadas Federais

31/12/2022

R$ 6.000.000,00

Total

 

 

R$ 50.000.000,00

No artigo 5º do dispositivo, o órgão ambiental afirma que as ações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia “serão prioritárias para a fiscalização ambiental, inclusive nos casos em que a competência da União for supletiva”.

Ainda acerca do combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, o órgão estabelece a Diretoria de Proteção Ambiental (Dipro) e a Coordenação-Geral de Fiscalização Ambiental (CGFIS) – subordinada à Dipro – como responsáveis por coordenar nacionalmente as ações de combate ao desmatamento na Amazônia Legal.

“A Dipro poderá implementar, através de instrumento próprio, salas de situação na sede e nos estados mais críticos, para apoio às superintendências na execução das ações de combate ao desmatamento ilegal”, diz a portaria. Além disso, as superintendências supracitadas deverão coordenar, localmente, as ações de combate ao desmatamento e gerenciar as equipes, segundo o documento.

Apenas com ações de prevenção e combate a incêndios florestais, o Ibama gastará cerca de R$ 50 milhões. Dentre os maiores gastos estarão as contratações e treinamentos dos agentes que atuarão contra o fogo, as compras de Equipamento de Proteção Individual – EPI’s e a aquisiçao de veículos e helicópteros para Programa de Brigadas Federais.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.