IPCA

Inflação de agosto é a maior dos últimos 20 anos; gasolina é a vilã com alta de 2,8%

Alimentos estão em segundo com maior impacto sobre a inflação do mês.

Por Joselita Matos
Comentários (0)

09/09/2021 11h35 - Atualizado há 9 meses
Aumento da gasolina puxou a alta da inflação em agosto.

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou nesta quinta-feira (9/9) os dados sobre a inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, que ficou em 0,87% apenas em agosto.

Puxada pelo aumento do preço da gasolina, esta foi a maior taxa para o mês desde agosto de 2000, embora levemente abaixo dos 0,96% registrados em julho. Com o resultado, a inflação acumulada em 12 meses chegou a 9,68%, a mais alta desde fevereiro de 2016, quando ficou em 10,36%. No ano, o IPCA acumula alta de 5,67%.

Desde março, o indicador acumulado em 12 meses tem ficado cada vez mais acima do teto da meta estabelecida pelo governo para a inflação deste ano, que é de 5,25%.

O IBGE destacou que, em agosto, o indicador acumulado em 12 meses ficou acima de 10% em 8 das 16 regiões pesquisadas.

PREÇO DOS COMBUSTÍVEIS PUXARAM A INFLAÇÃO

Os combustíveis foram os 'vilões' da inflação em agosto, com destaque para a gasolina. Segundo o IBGE, a alta foi de 2,96%, acima dos 1,24% do mês anterior.

Só a gasolina, com alta de 2,80%, foi responsável por 0,17 ponto percentual da inflação mensal, sendo o item com o maior impacto individual sobre o índice. Etanol (4,50%), gás veicular (2,06%) e óleo diesel (1,79%) também ficaram mais caros no mês.

No ano, a gasolina acumula alta de 31,09%, o etanol 40,75% e o diesel 28,02%.

ALIMENTOS TAMBÉM PUXARAM AUMENTO 

Os preços dos alimentos não deram trégua para os consumidores em agosto. Com alta de 1,39% (mais que o dobro da alta de 0,60% registrada em julho), o grupo de alimentação e bebidas foi o segundo de maior impacto sobre a inflação do mês.

ALTA DE PREÇOS EM VÁRIOS ITENS

A inflação está atingindo cada vez mais itens de consumo do brasileiro. Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE para a composição do IPCA, oito registraram aumento de preços em agosto.

A disseminação da inflação fica ainda mais evidente quando se observa o índice de difusão do IPCA, que passou de 64% em julho para 72% em agosto - desde dezembro do ano passado ele não superava o patamar de 70%, destacou o IBGE.

O índice de difusão é um indicador que reflete o espalhamento da alta de preços entre os 377 produtos e serviços pesquisados pelo IBGE. Ou seja, em agosto a inflação impactou 271 itens daquela cesta.

As informações são do G1 Brasil.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.