Saúde

Internada há 5 meses, idosa vive drama à espera de cirurgia no Hospital Regional de Araguaína

Ela estava na posição 38, mas a fila não anda, segundo a Defensoria Pública.

Por Conteúdo AF Notícias 1.168
Comentários (0)

25/05/2024 16h50 - Atualizado há 3 semanas
Idosa está na fila de espera por cirurgia eletiva desde o início de 2023

Notícias do Tocantins -  Uma moradora de Piraquê, de 60 anos, está lutando há mais de um ano para conseguir uma cirurgia no quadril. Atualmente, ela encontra-se internada há cinco meses no Hospital Regional de Araguaína (HRA) à espera do procedimento e não consegue mais caminhar.

Dona Iracy Ferreira Lima precisa fazer uma artroplastia total de quadril, ou seja, trocar a articulação do quadril que está 'doente' por uma articulação artificial (prótese).

A paciente já recorreu à Justiça por meio da Defensoria Pública do Estado (DPE), ainda em setembro de 2023, com pedido de urgência. Na petição, o defensor público Cleiton Martins da Silva ressalta que dona Iracy está aguardando a cirurgia desde 10 de fevereiro de 2023 e estava na posição 38 da fila de espera por procedimento eletivo.

“Fato é que, passados mais de 6 meses a Requerente ainda está na posição 38 da fila para a realização do procedimento necessário ao seu tratamento, sem nenhuma previsão de quando lhe será ofertada a cirurgia”, afirmou o defensor público em setembro do ano passado.

“Diante da situação flagelante vivenciada pela paciente, não lhe restou outra alternativa, senão recorrer-se a esta Defensoria Pública, diante da insuficiência de recursos para buscar a ordem judicial para o fornecimento do referido procedimento cirúrgico”, acrescentou o defensor.

Na ação, o defensor público pediu decisão de urgência determinando ao Governo do Estado, via Secretaria Estadual de Saúde, que providenciasse o procedimento cirúrgico ao qual a paciente precisa, bem como, consultas, retornos médicos e exames pré-operatório, necessários à obtenção do procedimento, de maneira integral e efetiva.

Segundo informações de familiares, a Justiça chegou a deferir o pedido liminar determinando a realização da cirurgia, mas a ordem não fora cumprida até hoje.

Os familiares também disseram que dona Iracy chora com frequência e está tendo crises de ansiedade em razão do longo período de internação. “É uma senhora muito batalhadora, não merece passar por tudo isso”, lamentou um parente.

Ainda de acordo com a família, o problema seria a falta de material cirúrgico. “Tem o médico cirurgião, mas às vezes não tem nem gaze”, lamentou.

Procurada para comentar o caso, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) afirmou que a cirurgia ainda não foi realizada devido ao quadro clínico da paciente. Veja a nota.

O portal AF Notícias acompanhará o caso até que tenha um desfecho.

Nota da SESAU

"A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) informa que a referida paciente encontra-se internada no Hospital Regional de Araguaína, sob os cuidados da equipe multiprofissional e o seu procedimento cirúrgico ainda não foi realizado, devido ao quadro clínico da mesma.

A SES-TO esclarece que com base no artigo 1º da resolução n.º 1.638/2002, do Conselho Federal de Medicina (CFM), não é autorizada a repassar informações contidas nos prontuários de pacientes, sem a autorização do mesmo, ou familiar responsável".

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.