Troca de tiros

Jovem envolvido na execução de advogados morre em confronto com a PM no Tocantins

Ele foi localizado na cidade de Porto Nacional.

Por Redação 3.745
Comentários (0)

31/10/2020 09h37 - Atualizado há 4 semanas
Jovem que morreu na troca de tiros

Um homem de 24 anos suspeito de ter participado da execução de dois advogados, em Goiânia (GO), morreu após troca de tiros com policiais militares do Tocantins no início da noite desta sexta-feira (30).

Jaberson Gomes Lopes foi localizado na cidade de Porto Nacional, região central do Tocantins, após troca de informações entre militares dos dois estados juntamente com equipes da Rotam e do Serviço Aéreo de Goiás. Ele possuía uma extensa ficha criminal, entre crimes de furto, roubo e homicídio.

O suspeito estava tentando fugir na garupa de uma motocicleta e atirou contra a equipe da ROTAM durante a tentativa de abordagem.

Segundo a PM, os criminosos não obedeceram a ordem de parada e o piloto da moto perdeu o controle do veículo e conseguiu escapar a pé. Enquanto isso, Jaberson Gomes teria pulado da garupa da moto já atirando contra os policiais, mas foi baleado na troca de tiros e morreu. Um policial militar também foi atingido durante o confronto e foi encaminhado para o Hospital Regional de Porto Nacional. O quadro de saúde dele é estável.

O outro suspeito de participar da morte dos advogados Frank Alessandro Carvalho de Assis, de 41 anos, e Marcus Aprígio Chaves, de 47 anos, ja havia sido preso nesta sexta-feira (30) em Palmas, capital do Tocantins. 

Pedro Henrique Martins Soares tem passagens por associação criminosa, porte ilegal de arma de fogo e homicídio. Ele também já teria sido contratado para matar outra pessoa. 

Ele foi transferido para Goiânia em uma aeronave fretada. O voo pousou no Hangar Aerotec, na capital de Goiás, por volta das 6h30, e o criminoso foi encaminhado para a Delegacia Estadual de Investigações Homicídios (DIH).

Os dois advogados foram executados com tiros na cabeça dentro do escritório onde trabalhavam na Rua 9 A, no Setor Aeroporto, na tarde da última quarta-feira.

Os dois criminosos se passaram por clientes para matar os advogados. O advogado Marcus Aprígio é filho do desembargador Leobino Valente Chaves, ex-presidente do TJGO (Tribunal de Justiça de Goiás).

VEJA TAMBÉM

Suspeito de participação na morte de dois advogados em Goiânia é preso no Tocantins

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.