Pandemia

Mães levam até bebês para festas clandestinas em Araguaína; chácara tinha 500 pessoas

O ingresso da festa na chácara custava R$ 20.

Por Redação 2.931
Comentários (0)

10/05/2021 09h53 - Atualizado há 1 mês
Carrinho onde um bebê estava

A fiscalização que visa garantir o efetivo cumprimento das medidas de combate à covid-19 encontrou dois recém-nascidos em festas clandestinas que ocorriam em Araguaína na noite de sábado (08). Os eventos foram interrompidos.

Na semana passada, o prefeito Wagner Rodrigues autorizou casamentos, colações de grau e reabriu espaços de lazer, mas continua proibida a realização de bailes, festas, shows e formaturas.

Veja mais

Uma das festas ocorria em uma kitnet localizada no Setor Araguaína Sul. O local é pequeno, mas contava com cerca de 40 participantes, muitos deles menores de idade e uma mulher com um recém-nascido em um carrinho de bebê. O proprietário fugiu pulando o muro do imóvel. 

Outra festa ocorria em uma chácara localizada no Setor Lago Sul, com cerca de 500 pessoas, onde o ingresso custava R$ 20. Uma jovem foi encontrada no local com um bebê no colo.

Após a chegada da fiscalização, os participantes da festa tiveram que sair das imediações da chácara a pé para que os automóveis pudessem deixar o local com segurança, em razão da quantidade.

O dono da chácara conseguriu fugir pelo matagal. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.