Tocantins

Mais de 800 novos casos de câncer foram detectados no Estado em 2023; veja principais causas

Por Redação 1.213
Comentários (0)

03/02/2024 11h11 - Atualizado há 3 semanas
Em todo o Tocantins, atualmente são mais de 1.500 pessoas em tratamento

O Dia Mundial de Combate ao Câncer é lembrado anualmente, em 04 de fevereiro, e tem o objetivo de aumentar a conscientização sobre a doença, incentivar a prevenção e possibilitar que as pessoas tenham tratamento. No Tocantins, em 2023, foram 819 novos diagnósticos da doença, de acordo com os dados do Sistema de Informação de Câncer (SISCAN) do Ministério da Saúde (MS).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) oferece, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no Hospital Geral de Palmas (HGP) e no Hospital Regional de Araguaína (HRA), tratamento contra o câncer, por meio das Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (UNACONS) e uma empresa terceirizada, na Capital. 

Os serviços são responsáveis por prestar atendimentos especializados nas áreas de Oncologia Clínica, Oncologia Pediátrica, Onco-Hematologia, Oncologia Cirúrgica, Ginecologia, Mastologia, Urologia, Dermatologia, Cardiologia, Clínica da Dor e Cuidados Paliativos.

Câncer é um termo genérico para um grande grupo de doenças que podem afetar qualquer parte do corpo. Outros termos utilizados são tumores malignos e neoplasias. Uma característica que define o câncer é a rápida criação de células anormais que crescem além de seus limites habituais e podem invadir partes adjacentes do corpo e se espalhar para outros órgãos, processo referido como metástase. A metástase é a principal causa de morte por câncer.

Segundo o médico oncologista Lucas Guglielmi, “o consumo de tabaco, álcool, uma dieta pouco saudável e a inatividade física são os principais fatores de risco para o câncer. O envelhecimento é outro fator, pois a incidência do câncer aumenta drasticamente com a idade, devido a uma acumulação de riscos para cânceres específicos. Além dos cuidados que citei acima, em caso de diagnóstico a detecção precoce e o tratamento adequado aumentam consideravelmente a chance de cura”.

A paciente Solange Roberto Silva, de 59 anos, está iniciando o tratamento de câncer de mama no HGP. “Eu descobri em julho do ano passado após sentir uma dor no peito e fazer uma mamografia, e desde então passei por vários especialistas e fiz todos os exames necessários e devo iniciar o tratamento quimioterápico semana que vem. Estou muito forte e confiante para esse início de tratamento, já visualizo minha vitória e graças a Deus tenho o apoio da minha família que está me acompanhando com todo amor e carinho nessa caminhada”.

Atendimentos

Em todo o Tocantins, atualmente são mais de 1.500 pessoas em tratamento nas duas UNACON e segundo a supervisora do Ambulatório de Especialidades do HGP, Flaviany Vieira de Araújo Milhomem “o serviço de oncologia do HGP tem uma média mensal de 1.300 consultas, entre primeiro atendimento e retornos e nossas equipes trabalham com humanização no acolhimento, para garantir bem-estar às pessoas”.

Dados Nacionais

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), para o Brasil, a estimativa para o triênio de 2023 a 2025 aponta que ocorrerão 704 mil casos novos de câncer, 483 mil se excluídos os casos de câncer de pele não melanoma. Este é estimado como o mais incidente, com 220 mil casos novos (31,3%), seguido pelos cânceres de mama, com 74 mil (10,5%); próstata, com 72 mil (10,2%); cólon e reto, com 46 mil (6,5%); casos novos. Estima-se que os tipos de câncer mais frequentes em homens são pele não melanoma, com 102 mil (29,9%) casos novos; próstata, com 72 mil (21,0%); cólon e reto, com 22 mil (6,4%). Nas mulheres, os cânceres de pele não melanoma, com 118 mil (32,7%); mama, com 74 mil (20,3%); cólon e reto, com 24 mil (6,5%); colo do útero, com 17 mil (4,7%); figurarão entre os principais.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.