MPE vai investigar denúncias no HPG; plantões extras estão 'sangrando' o Estado, diz promotora

Por Redação AF
Comentários (0)

31/07/2014 07h01 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;">A Procuradora-Geral de Justi&ccedil;a do Tocantins, Vera Nilva &Aacute;lvares Rocha Lira, expediu a portaria 513/2014, que determinou inspe&ccedil;&atilde;o no Hospital Geral de Palmas (HGP) para apurar den&uacute;ncias de vencimento de medicamentos, materiais e insumos por falta de controle no armazenamento e distribui&ccedil;&atilde;o, bem como o excessivo pagamento de plant&otilde;es extras.<br /> <br /> Na manh&atilde; desta quarta-feira, 30, os Promotores de Justi&ccedil;a Maria Roseli de Almeida Pery e Adriano C&eacute;sar Pereira das Neves realizaram uma inspe&ccedil;&atilde;o no HGP. Na ocasi&atilde;o foi questionada a produtividade m&eacute;dica dentro da jornada de trabalho. Nesta quinta-feira, 31, ser&atilde;o instaurados dois procedimentos investigat&oacute;rios pela promotoria de patrim&ocirc;nio p&uacute;blico para apurar as den&uacute;ncias.<br /> <br /> Os Promotores se reuniram com representantes da Secretaria Estadual de Sa&uacute;de e do HGP, os quais justificaram a falta de um sistema de controle do estoque regulador, fato esse que contribui com a ocorr&ecirc;ncia de vencimentos de materiais, medicamentos e insumos.<br /> <br /> Os representantes do Poder P&uacute;blico justificaram o excessivo pagamento de plant&otilde;es extras em raz&atilde;o do n&uacute;mero reduzido de profissionais de sa&uacute;de concursados para atender a demanda hospitalar, o que obriga o Estado a fechar a escala dos hospitais com plant&otilde;es extras.<br /> <br /> <em>&ldquo;&Eacute; imprescind&iacute;vel que o Estado adquira sistema informatizado de gest&atilde;o hospitalar, integrando toda a rede de hospitais, do contr&aacute;rio, o Estado continuar&aacute; ref&eacute;m das empresas que controlam o sistema por meio de loca&ccedil;&atilde;o ou terceiriza&ccedil;&atilde;o da gest&atilde;o. Somente dessa maneira o Poder P&uacute;blico ter&aacute; autonomia para evitar danos dessa natureza, bem como, avaliar o desempenho da produtividade m&eacute;dica</em>&rdquo;, Disse Maria Roseli.<br /> <br /> A Promotora tamb&eacute;m afirma que &eacute; urgente e necess&aacute;rio a realiza&ccedil;&atilde;o de concurso p&uacute;blico para profissionais de sa&uacute;de, do contr&aacute;rio, o Estado continuar&aacute; sendo &ldquo;sangrado&rdquo; com o pagamento de plant&otilde;es extras. O valor de cada plant&atilde;o de 24h corresponde a cerca de 1/3 do sal&aacute;rio mensal do m&eacute;dico.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

De Figueirópolis

Professor do Tocantins vence prêmio nacional com projeto sobre esportes

O objetivo do prêmio é reconhecer o trabalho dos professores que contribuem para a qualidade da educação básica.

Investigação

PF prende médico no Tocantins em operação que investiga corrupção na Saúde

Mandados também estão sendo cumpridos em São Luís (MA), Imperatriz (MA), Parauapebas (PA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

Estado

Bunge Açúcar e Bioenergia abre vagas para jovens engenheiros no Tocantins

As inscrições vão até o dia 9 de novembro.

Nesta quinta, 18

Vagas de emprego para manicure, mecânico, porteiro, zelador e vendedor

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e estão distribuídas em nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.