Repatriados

'Nosso medo era de ficar desamparados na Bolívia', conta estudante no retorno ao Tocantins

A repatriação está sendo feita pelo Governo do Estado.

Por Redação
Comentários (0)

22/04/2020 12h20 - Atualizado há 2 anos
Estudantes que chegaram da Bolívia

52 tocantinenses, incluindo 2 bebês, que estavam na Bolívia chegaram ao Tocantins na manhã desta quarta-feira (22) e outros devem vir nos próximos dias. Eles se somam agora aos 60 estudantes que já foram repatriados do Paraguai.

Estudante do 8º período de medicina, Raphael Marques e Brito, de 25 anos, informou que estava há cerca de 40 dias em isolamento total na Bolívia e comentou sobre o retorno ao Brasil. “É muito bom retornar ao nosso país. A vigem foi cansativa, mas muito boa. O pessoal muito educado e cumprindo todas as normas preventivas possíveis”, disse.

Luana Lima do Nascimento, de 33 anos, que também cursa medicina na Bolívia, disse que estava em isolamento com o filho Henrique Marques Lima, de apenas 5 meses.

Nós, que somos estudantes, passamos por muitas coisas fora do Brasil e o fato de estarmos em um país que não é nosso gera muita insegurança. O nosso medo era esse, de ficar desamparados na Bolívia. Por isso, queríamos voltar para casa, mesmo sabendo que não estávamos correndo risco de contaminação pelo coronavírus, porque estávamos cumprindo o isolamento”, afirmou.  

A estudante contou que o isolamento na Bolívia está mais rigoroso do que no Brasil. “As pessoas aqui parecem que não estão muito preocupadas. Em Goiânia, por exemplo, nós vimos todo mundo agindo normalmente. Agora lá [Bolívia] faz dias que não víamos ninguém, só nos escutávamos pelos prédios”, finalizou.

Conforme a Superintendente em Vigilância de Saúde Perciliana Joaquina Bezerra de Carbalho, os 52 tocantinenses repatriados e mais 15 membros do comboio realizaram teste para coronavírus e todos os resultados deram negativo. 

Testes de coronavírus

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.