Ana Braga

Pioneira tocantinense que foi a primeira mulher eleita vereadora de Goiânia morre aos 99 anos

Ela completaria 100 anos em 29 de novembro deste ano.

Por Redação 642
Comentários (0)

21/06/2023 16h37 - Atualizado há 8 meses
Ana Braga

Nascida no Tocantins e a primeira vereadora mulher eleita em Goiânia (GO), Ana Braga faleceu aos 99 anos por causas naturais, em casa, ao lado da família, nesta terça-feira (20). Ela completaria 100 anos no dia 29 de novembro deste ano.

Em nota de pesar, a prefeita de Gurupi, Josi Nunes, disse que Ana Braga teve atuação significativa na criação do Estado do Tocantins, era membro fundadora e componente do quadro de importantes instituições da cultura do Goiás e Tocantins.

Ana Braga também é tia do presidente da Agência Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT) de Gurupi, Eduardo Baldini.

“Deixa um grande legado de ativismo cultural, social e político, além do seu pioneirismo na participação feminina na política. Neste momento de profunda consternação, rogo a Deus para que conforte os corações dos familiares e amigos que sofrem por esta perda irreparável”, afirmou Josi Nunes. 

Legado

Ana é natural de Peixe (TO) e foi eleita pelo partido União Democrática Nacional para a Câmara Municipal de Goiânia. Na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Ana se tornou bacharela em geografia e história, e licenciada em filosofia. Além de se formar em Direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Em 1959, foi eleita deputada estadual em Goiás e, no ano seguinte, transferiu o domicílio eleitoral de Goiânia para Tocantinópolis para acompanhar o marido, que foi eleito prefeito da cidade.

Em 1962, o marido de Ana foi eleito como prefeito de Porangatu e a ex-vereadora e ex-deputada transferiu o domicílio eleitoral para a cidade do norte goiano.

Em 1984, Ana, no governo Ary Valadão, foi nomeada consultora técnica da Companhia Agrícola do Estado de Goiás . No próximo ano, já no governo de Iris Rezende Machado, Ana assumiu a coordenadoria-geral do Departamento de Administração da Secretaria da Fazenda.

Ana foi membro da Academia Goiana de Letras e Artes de Goiás (Aflag) e, ainda segundo a Câmara, seu primeiro discurso na entidade, que foi feito em 9 de novembro de 1970, foi considerado histórico para a política e a cultura de Goiás.

Com informações do G1-GO. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF Notícias. Todos os direitos reservados.