Polícia prende enfermeira acusada de ser a mandante da morte do ex-marido em Araguaína

Por Redação AF
Comentários (0)

19/05/2014 14h41 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;">Em cumprimento a mandado de pris&atilde;o expedido pelo juiz Francisco Vieira Filho, da 1&ordf; Vara Criminal de Aragua&iacute;na (TO), a Pol&iacute;cia Civil prendeu no &uacute;ltimo s&aacute;bado (17) a enfermeira Marcela Moreira Leal. Ela &eacute; a suspeita de ter encomendado a morte do seu ex-companheiro Tone Ramos Ferreira Silva, 28 anos. O crime aconteceu em abril de 2012. O pistoleiro que, segundo a pol&iacute;cia recebeu 4 mil reais pelo servi&ccedil;o, tamb&eacute;m j&aacute; foi preso no &uacute;ltimo dia 13 de maio.<br /> <br /> Segundo a delegada respons&aacute;vel pela investiga&ccedil;&atilde;o, Simone Aparecida de Melo, a motiva&ccedil;&atilde;o do crime foi passional, pois a suspeita de ser a mandante do crime, Marcela Moreira Leal, n&atilde;o aceitava o fim do relacionamento com Tone Ramos, embora j&aacute; estivessem, separados. Tamb&eacute;m n&atilde;o admitia que ele se casasse com outra. &ldquo;Se ele n&atilde;o for meu n&atilde;o ser&aacute; de ningu&eacute;m&rdquo; disse Marcela certa vez, segundo a delegada.<br /> <br /> Ainda de acordo com a delegada, desde o princ&iacute;pio Marcela era suspeita e ap&oacute;s ouvir testemunhas a pol&iacute;cia obteve mais ind&iacute;cios de seu envolvimento no crime. Por&eacute;m, sua pris&atilde;o s&oacute; ocorreu depois que o pistoleiro Rosinaldo Rodrigues da Silva, 28 anos, foi preso e confessou que Marcela teria sido a mandante do crime. Ainda de acordo a delegada, a enfermeira planejou o crime armando uma emboscada e atraindo a v&iacute;tima ao local do fato no 30 de abril de 2012.<br /> <br /> A pris&atilde;o tempor&aacute;ria de Marcela ter&aacute; dura&ccedil;&atilde;o de 30 dias por ser o homic&iacute;dio qualificado um crime hediondo. A enfermeira foi recolhida para a Cadeia Feminina de Baba&ccedil;ul&acirc;ndia (TO).&nbsp; Marcela trabalha no Hospital Regional de Aragua&iacute;na e tamb&eacute;m no munic&iacute;pio de S&atilde;o Geraldo (PA).<br /> <br /> Tone Ramos foi assassinado a tiros na noite do dia 30 de abril de 2012, quando passava em frente a um motel localizado nas margens da Avenida Filad&eacute;lfia, sa&iacute;da de Aragua&iacute;na para Baba&ccedil;ul&acirc;ndia.&nbsp; Segundo a Pol&iacute;cia Civil, na &eacute;poca, o pistoleiro, que estava na garupa de uma motocicleta conduzida por seu irm&atilde;o Rosenildo Rodrigues da Silva, efetuou dois disparos de arma de fogo contra a v&iacute;tima, que veio a &oacute;bito no local.<br /> <br /> A enfermeira e os dois pistoleiros ser&atilde;o levados a J&uacute;ri Popular e, se condenados, podem pegar de 12 a 30 anos de reclus&atilde;o.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.