Levantamento nos Estado

Preço da morte: No Tocantins, cidadão precisa trabalhar 43 dias para pagar custos de um funeral

O estudo foi elaborado pela equipe do Bons Investimentos e levou em consideração dados oficiais.

Por Redação 1.509
Comentários (0)

23/10/2019 15h23 - Atualizado há 4 anos
Caixão

Com a chegada do Dia de Finados, a equipe do Bons Investimentos criou novo estudo identificando quantos dias são necessários, em cada unidade da Federação, para arcar com os custos médios de um enterro.

Dados da ABREDIF (Associação Brasileira de Empresas Funerárias e Administraras de Planos Funerários), mostram que tal custo gira em torno de R$ 2.500. Cruzando esse valor com o rendimento médio em cada estado, de acordo com dados da PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), identificou-se quantos dias de trabalho seriam necessários para arcar com tais despesas.

No caso do Tocantins, com R$ 1.726 de rendimento médio, apurou-se que seriam necessários 43 dias de trabalho para arcar com os custos médios de um enterro.

Na segunda parte do estudo, foi avaliado quanto seria necessário investir ao mês para ser possível custear esses valores.

Para 5 anos de investimento, com o aporte mensal sendo investido em algum título que renda a taxa básica de juros comparado ao valor médio do enterro sendo inflacionado pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), o valor mensal a ser investido seria R$ 41,99. Esse valor se reduz com o tempo: R$ 20,99 para 10 anos, R$ 10,31 para 20 e assim por diante.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.