Nova secretaria

Secretaria da Mulher de Araguaína vai garantir serviços, apoio e acolhimento ao público feminino

É também um passo importante para implantação da Casa da Mulher Brasileira.

Por Redação 501
Comentários (0)

08/12/2023 15h08 - Atualizado há 4 meses
O secretário da Assistência Social de Araguaína, José da Guia, falou sobre a nova secretaria

Araguaína sediou, no último dia 7, a etapa regional do 1° Fórum de Políticas Públicas para Mulheres, realizado pela Secretaria da Mulher do Tocantins. O evento contou com a participação de gestores estaduais, municipais, membros da sociedade civil organizada, como o Instituto Humanitário Anita Luiza e o coletivo Julho das Pretas. 

O objetivo do fórum foi promover o diálogo e a troca de experiências para a construção de políticas públicas eficazes de enfrentamento das desigualdades que impactam as mulheres na região, permitindo uma abordagem mais específica das questões de gênero.

Em seu discurso na abertura do evento, o secretário da Assistência Social de Araguaína, José da Guia, destacou a criação da Secretaria Especial da Mulher como uma importante ferramenta para a garantia dos direitos adquiridos pelo público feminino.

“A Secretaria da Mulher é um grande passo para o enfrentamento e combate à violência e a todos os tipos de preconceito contra a mulher. Nós, que estamos inseridos no sistema, nos deparamos com situações inimagináveis ainda nos tempos de hoje, mulheres sofrendo agressões físicas, psicológicas”, afirmou o secretário. “O Município está dando sua contribuição, inclusive financiando, porque as ações desta pasta serão executadas totalmente com recursos municipais”, destacou.

“Quero parabenizar o Wagner pela criação da Secretaria da Mulher de Araguaína e dizer que isso vai trazer benefício em dobro para a cidade. Primeiramente, porque assinamos em Brasília para trazer a Casa da Mulher Brasileira para Araguaína e, para que ela seja de fato implantada, era necessária a Secretaria Municipal. E isso é bom para os outros prefeitos, porque Araguaína é um espelho para o Bico do Papagaio”, afirmou a secretária executiva da Mulher do Tocantins, Warner Pires.

"A nossa expectativa é de que a secretaria venha concretizar ações que sonhamos desde a sanção da Lei Maria da Penha, como o acolhimento às mulheres vítimas de violência. E outras ações, principalmente a prevenção da gravidez na adolescência, cujo índice em Araguaína é muito alto, além de promover outras campanhas de empoderamento feminino", afirmou Antônia Alves, representante do coletivo Julho das Pretas.

Secretaria Especial da Mulher de Araguaína

“A Secretaria da Mulher será um canal de diálogo onde as mulheres poderão ser ouvidas de forma mais eficaz, se tornando uma referência para a promoção da igualdade nas oportunidades de gênero, conscientização, proteção, serviços de apoio e políticas públicas que visem o empoderamento dessas mulheres”, ressaltou o secretário.

A nova pasta deve centralizar os serviços específicos prestados atualmente às mulheres por meio da Secretaria Municipal da Assistência Social.

No setor de Benefícios Eventuais, são atendidas as mulheres na área de insegurança alimentar (cestas básicas); moradia provisória (auxílio aluguel) e kit natalidade. O setor de Políticas Setoriais atende às mulheres com palestras educativas, rodas de conversa, apoio às migrantes, adolescentes e idosas.

Nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), são executadas as ações voltadas ao fortalecimento dos vínculos familiares e, no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), as mulheres são atendidas quando têm seus direitos sociais violados.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.