Combate ao fogo

Seletivo oferta salário de R$ 1,9 mil, alimentação e alojamento para novos brigadistas em Araguaína

Prazo de inscrição para os candidatos segue até 20 de maio.

Por Redação 601
Comentários (0)

14/05/2024 14h30 - Atualizado há 2 semanas
Brigadistas combatendo incêndio

Notícias do Tocantins - Com a chegada do período de estiagem e aumento do risco das queimadas urbanas e na zona rural, a Prefeitura de Araguaína iniciou as contratações dos novos brigadistas que vão fortalecer o trabalho de combate aos incêndios junto ao Corpo de Bombeiros.

As inscrições seguem até o dia 20 de maio e, no total, a Defesa Civil do Município está oferecendo 10 vagas com salários de R$ 1.919,00 e carga horária de 12 horas de plantão por 36 horas de folga.

Para se candidatar às vagas, não é exigido que o candidato tenha experiência anterior, uma vez que todos os novos contratados passarão por um curso de formação para que possam iniciar as atividades. Dentro do Batalhão do Corpo de Bombeiros, os brigadistas ainda contarão com alimentação e alojamento.

“A brigada é uma ferramenta fundamental para que o poder público tenha mais condições de combater as queimadas. Paralelo a isso, sempre mantemos a campanha de conscientização sobre os riscos e prejuízos em colocar fogo em lotes ou lixo. Esperamos contar com a colaboração da população neste sentido, mas também estamos nos preparando para atuar junto às irregularidades”, informa Ricardo Isaías, secretário de Defesa Civil em Araguaína.

Como se inscrever

Para concorrer a uma vaga, o candidato deve ser maior de idade, sem problemas de saúde e apresentar o currículo profissional e a certidão criminal de Nada Consta, presencialmente, na Secretaria de Infraestrutura, localizada na Rua 6, número 20, na Vila Aliança, atrás da Escola Estadual Castelo Branco, das 8 às 18 horas.

Combatendo às queimadas

Todos os anos, Defesa Civil, Fiscalização Ambiental e Corpo de Bombeiros fazem o monitoramento das queimadas urbanas e rurais em Araguaína. As denúncias podem ser feitas no telefone (63) 99976-7337 ou junto à Linha Verde do Naturatins, no contato (63) 99106-7787, quando a cidadão conhecer o dono do lote ou propriedade que está sendo queimado, uma vez que, de posse dessa informação, fiscalização consegue fazer autuação.

A Fiscalização Ambiental de Araguaína reforça que não combate incêndios, por isso o Corpo de Bombeiro precisa ser acionado no 193. O departamento atua na responsabilização administrativa de quem ateou o fogo ou criou condições para que a queimada acontecesse.

Em Araguaína, queimadas nas vias públicas e em imóveis urbanos públicos ou particulares, incluindo às margens de rodovias, rios, lagos e matas, são proibidas.

Segundo a Lei Municipal nº 3.100/19, há penalização para autores de queimadas não permitidas ou autorizadas com multas que vão de R$ 45,00 a R$ 85,00 para cada 12 metros quadrados de área queimada. O autor também está sujeito a penalidades com valores maiores, já que o município utiliza como base a Lei Federal 9.605/98 e o Decreto 6514/2008 para infrações ambientais. As multas podem variar de R$ 5 mil R$ 50 mil dependendo da situação.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.