Cristalândia

TJTO mantém condenação criminal de prefeito por portar arma de fogo durante discussão

A defesa do prefeito chegou a alegar que o mesmo agiu em legítima defesa.

Por Redação 1.179
Comentários (0)

22/10/2020 14h00 - Atualizado há 1 mês
Cleiton Cantuário é prefeito de Cristalândia do Tocantins

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) decidiu no último dia 13 de outubro, por maioria, negar o recurso de apelação do atual prefeito e candidato à reeleição em Cristalândia do Tocantins, Cleiton Cantuário (DEM), conhecido como Batatinha, que está sendo acusado pelo Ministério Público de porte ilegal de arma de fogo.   

O TJTO manteve a condenção criminal do prefeito por portar uma arma de fogo durante uma discussão com um cidadão da cidade. Testemunhas ouvidas pelo juiz do caso confirmaram que o prefeito estava com a arma na mão.

Um policial militar que foi chamado para atender a ocorrência relatou que "no local, avistou um tumulto e viu o acusado [prefeito] e outro cidadão discutindo". "Relatou que o acusado estava com algum objeto na mão e, quando foi falar com o mesmo, este jogou o objeto no chão, no vaso de uma planta, sendo que posteriormente constatou tratar-se de uma arma de fogo, tipo bereta”, disse o militar no depoimento judicial.  

No recurso apresentado e julgado no último dia 13, o prefeito Cleiton Cantuário alegou ‘legítima defesa’. Porém, a justiça considerou esse argumento como "completamente destituído de provas".

"Assim, acertada a decisão de primeiro grau, uma vez que o réu deveria mesmo ser condenado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, nada havendo nos autos que pudesse ensejar interpretação diversa", diz a relatora desembargadora Jacqueline Adorno.

Ainda cabe recurso. Veja aqui a decisão do TJTO

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.