Tocantins

UFT firma parceria com universidade da China e ofertará aulas de Mandarim aos estudantes

Visita ao país estreitou laços e o nome da UFT vem sendo considerado no continente asiático.

Por Redação
Comentários (0)

19/07/2023 14h26 - Atualizado há 10 meses
Vice-reitor da UFT, Marcelo Leineker, assina termo de convênio

O vice-reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Marcelo Leineker, compôs a delegação de 18 universidades brasileiras para a Missão Acadêmica na China do dia 26 de junho a 07 de julho. O objetivo foi fortalecer as relações entre universidades do Brasil e da China.

A UFT foi a única universidade federal da Região Norte presente na missão e uma das nove universidades do grupo a assinar o memorando de entendimento junto à Universidade de Hebei para a realização de ações conjuntas.

Essa visita foi muito importante para a UFT e possibilitou alinhar convênios que beneficiam ambas as nações. Marcelo Leineker, vice-reitor da UFT, explica qual foi o objetivo central da universidade nessa missão.

“Para a UFT, o fator principal foi a firmação da assinatura de um memorando de entendimento com a Universidade de Hebei que prevê, além da mobilidade entre universidades, a instalação de salas do Instituto Confúcio para trabalhar o ensino do idioma chinês (Mandarim) para os estudantes brasileiros, e também o ensino do português para estudantes chineses com universidades que já têm os cursos de língua”, disse.

A visita ao país estreitou laços e o nome da UFT vem sendo considerado no continente asiático. Na ocasião, além da assinatura do primeiro convênio entre a UFT e a Hebei Normal University (HEBNU), também está em análise a assinatura de um acordo com outra Universidade Chinesa: Yanshan University.

O vice-reitor ainda destaca as perspectivas futuras com as relações definidas com o país. “Temos várias parcerias que podem ser estabelecidas ao longo dos próximos anos. O memorando de entendimento tem validade de cinco anos, e já no ano que vem esperamos ter a oportunidade de contar com uma primeira sala do Instituto Confúcio. Assim, poderemos trabalhar o ensino de Mandarim para os nossos estudantes, ampliando as oportunidades para mobilidade acadêmica nas universidades chinesas”, pontuou.

Com a instalação do Instituto Confúcio, a UFT se tornará a primeira Instituição de Ensino Superior do Tocantins com o ensino de Mandarim pelo Instituto e o segundo da Região Norte do país.

Missão para a China

A Missão Acadêmica para a China foi organizada pela Universidade de Hebei em parceria com o Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB) e o Centro para Internacionalização da Linguagem, Educação e Cooperação (CLEC). Durante as duas semanas de visita, foram apresentadas algumas universidades e instituições de Xangai, Hangzhou, Shijiazhuang e Pequim.

Além de encontros realizados na Embaixada do Brasil na China e no Ministério da Educação Chinês, a delegação fez uma visita cultural à Muralha Chinesa, ao Palácio de Verão e tiveram aula de caligrafia na Hebei Normal University.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.