Segurança pública

Wanderlei não fará convocação de mais 500 aprovados na PMTO: 'eu errei no discurso'

Governador disse que vai seguir número de vagas previsto no edital.

Por Joselita Matos | Conteúdo AF Notícias 3.265
Comentários (0)

25/03/2022 11h25 - Atualizado há 2 anos
Wanderlei Barbosa em agenda oficial em Araguaína

Cumprindo agenda oficial em Araguaína, nesta sexta e sábado, dias 25 e 26, o governador Wanderlei Barbosa falou em entrevista à imprensa sobre a convocação dos aprovados no concurso público da Polícia Militar do Tocantins (PMTO).

O governador foi categórico ao afirmar que vai seguir o edital do certame em relação ao número de vagas ofertadas, 1.000 no total, e que fará uma nova convocação de apenas 102 candidatos para reposição de alguns que desistiram.

No discurso de posse como governador, Wanderlei Barbosa anunciou que convocaria 1.500 candidatos, ou seja, 500 a mais que o previsto em edital, contudo, ele disse que se enganou.

"Estamos fazendo o melhor, às vezes chegam projetos na Assembleia e querem alterar, tirando da condição do Governo. Outro dia mesmo, no meu discurso de posse, eu ia falar que daria posse a mil policiais, como previsto no edital, mas eu errei, foi um erro que reconheço, e falei 1.500, foi um erro de discurso”, explicou o governador.

Wanderlei ressaltou que já foram chamados os 1.000 aprovados para o curso de formação e que, nesta sexta-feira, serão convocados mais 102 para reposição de alguns que desistiram, fora os bombeiros. 

"Então essa é a resposta que queremos dar. Fazendo e obedecendo o edital. Não é a pressão de fora, não podemos botar em risco um edital de concurso que foi feito, foi publicado que é aquilo”, rebateu o governador. 

"Se houver necessidade, vamos chamar mais policiais, mas não nesse momento", finalizou Wanderlei.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.