Trairão (PA)

Mãe mantém a própria filha em cárcere privado por 20 anos para esconder crime de estupro

Mãe e duas irmãs da vítima foram presas.

Por O Tempo 2.474
Comentários (0)

21/07/2023 08h59 - Atualizado há 10 meses
Mulher resgatada na cidade de Trairão, no Pará.

Uma mulher de 37 anos, que não teve o nome revelado, foi resgatada após 20 anos sendo mantida em cárcere privado e sob maus-tratos, em Trairão, sudoeste do Pará.  A ação ocorreu em 8 de julho , mas o caso só foi divulgado pela Polícia Civil (PC) nesta quinta-feira (20/7).

A mãe e duas irmãs da vítima a mantinham confinada para ocultar um crime de estupro ocorrido contra a mulher há duas décadas, aponta a investigação. "A mãe se apropriou do benefício previdenciário da filha para custear despesas pessoais", afirma a Polícia Civil por meio de nota.

Após o deferimento dos mandados de prisão temporária, as três suspeitas foram conduzidas à unidade policial da cidade, onde ficarão detidas à espera de uma decisão da Justiça. A vítima foi encaminhada para tratamento em um abrigo da região, após decisão judicial.

Crimes de cárcere privado preveem pena de até três anos de reclusão. Em casos de dano físico ou moral a vítima, a pena pode chegar a oito anos.

Assim como a vítima, as três suspeitas não tiveram os nomes divulgados. 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.